Petrobras criminosamente vendida a preço de banana; BSBios foi a pique hoje

Um dia depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) validar as privatizações de empresas estatais e suas subsidiárias, a Petrobras informou que sua subsidiária Petrobras Biocombustível S.A. concluiu nesta terça-feira (09/02) a venda integral da BSBios (Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S/A) para a empresa RP Participações em Biocombustíveis S.A.

A BSBios é proprietária de duas usinas de biodiesel, no Rio Grande do Sul e no Paraná.

A venda da divisão de biodiesel ocorre também um após a Petrobras informar que liquidou uma refinaria na Bahia — Refinaria Landulpho Alves— para um fundo estatal árabe.

Segundo a Petrobras, a operação foi concluída com o pagamento de R$ 253 milhões para a PBio, já com os ajustes previstos no contrato. Além desse valor, R$ 67 milhões estão mantidos em conta vinculada (escrow) para indenização de eventuais contingências e liberados conforme prazos e condições previstas em contrato, e R$ 2 milhões foram recebidos antecipadamente na forma de juros sobre capital próprio em dezembro de 2020, totalizando o valor da operação em R$ 322 milhões.

A estatal disse que a venda de seus ativos a preço de banana “está alinhada à estratégia de otimização do portfólio” e “à melhoria de alocação do capital da companhia”, visando à maximização de valor para os seus acionistas (privados, obviamente).

A venda do patrimônio da Petrobras sujeita o Brasil à dependência estrangeiro na extração, produção e refino de combustíveis. Por isso o negócio é um crime lesa-pátria, além de representar um prejuízo econômico para os brasileiros.

Falando nisso, onde estão os militares e o bananão do presidente Jair Bolsonaro?

Sobre a BSBios

A BSBios é proprietária de duas usinas de biodiesel:

(i) usina de biodiesel de Passo Fundo, localizada no Estado do Rio Grande do Sul, com capacidade de produção de 414 mil m³/ano, capacidade de esmagamento de 1.152 mil toneladas/ano e capacidade de armazenamento de 120 mil toneladas de grãos, 60 mil toneladas de farelo e 7,5 mil m³ de biodiesel; e

(ii) usina de biodiesel de Marialva, localizada no Estado do Paraná, com capacidade de produção de 414 mil m³/ano e capacidade de armazenamento de 3 mil m³ de óleo vegetal, 1,5 mil m³ de gordura animal e 4,5 mil m³ de biodiesel.

Sobre a RP Participações em Biocombustíveis S.A.

Fundada em 2011, a RP Participações em Biocombustíveis S.A. é uma empresa controlada pela ECB Group e tem como atividade principal participar e investir em empresas que produzam e comercializem biocombustíveis. Seu principal investimento é a participação acionária na BSBios.