Papa Francisco quase pede socialismo ao criticar a falha do capitalismo na pandemia

A Encíclica social do Papa Francisco foi publicada neste domingo (4) apontando os caminhos para construir um mundo melhor, mais justo e pacífico, com o compromisso de todos: pessoas e instituições. No documento de 70 páginas, com vigor, o Pontífice diz não à guerra e à globalização da indiferença.

Intitulada de “Fratelli Tutti” (Todos Irmãos), a encíclica do Papa Francisco afirma que o capitalismo não deu conta da pandemia do novo coronavírus e demonstrou que as políticas de livre mercado não conseguem solucionar todas as questões essenciais da humanidade.

Ao trazer a visão do Papa Francisco para um mundo pós-pandemia, só faltou a encíclica pedir socialismo já.

“O mercado por si só não pode resolver todos os problemas, por mais façam a gente acreditar nesse dogma da fé neoliberal”, afirma o documento papal.

Francisco também acrescentou que a teoria capitalista de livre mercado “se reproduz” recorrendo às teorias mágicas de “transbordamento” (teoria econômica) como única solução para os problemas sociais.

Argentina vira alvo de bolsonaristas após Papa Francisco alertar sobre a Amazônia

Papa Francisco diz que prazer de comer e de fazer sexo é ‘simplesmente divino’

Papa chuta o balde de novo ao condenar uso de religiões para incitar violência

Papa Francisco diz que ‘seria triste’ se vacina contra a Covid-19 fosse primeiro para os ricos

A encíclica reiterou a visão do Papa de uma sociedade mais comunal, que vai além ao uso da propriedade privada.

“A tradição cristã nunca reconheceu o direito à propriedade privada como algo absoluto ou inviolável”, escreveu.

Além disso, a encíclica traz uma ampla gama de tópicos sociais, incluindo temas como imigração, pena de morte, populismo e injustiça econômica. O Papa também trouxe à tona questões sobre o racismo, que ele chamou de “vírus que muda rapidamente e, em vez de desaparecer, se esconde e espreita à espera”.

Francisco ainda questionou a demora para a Igreja Católica condenar inequivocamente a escravidão.

“Fratelli Tutti” é a terceira encíclica do Papa Francisco, e ele a assinou no túmulo de São Francisco em Assis.

Clique aqui para ler a íntegra da encíclica “Fratelli Tutti”.

Assista ao vídeo

Com informações do Vatican News

Compartilhe agora