Bolsonaro: ‘Não tenho dado motivo para a PF ir atrás dos meus ministros’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje (8) que não tem “dado motivo para a Polícia Federal (PF) ir atrás” dos seus ministros.

“Eu não tenho dado motivo para a Polícia Federal ir atrás dos meus ministros, diferentemente do que ocorria no passado. Então, isso é um compromisso nosso não apenas verbal ou de campanha, mas vem se comprovando, na pratica, essa forma de trabalhar” disse o presidente durante cerimônia de encerramento dos cursos de formação profissional da PF, em Brasília.

Em seu discurso, Bolsonaro também afirmou que um dos efeitos do trabalho da PF foi na “mudança do status quo da política brasileira”.

O presidente afirmou ainda que o atual ministro da Justiça, André Mendonça, é “muito melhor do que o outro [Sérgio Moro] que nos deixou há pouco tempo”.

Moro pediu demissão em abril. Ao sair do governo, acusou o chefe do Executivo de tentar interferir politicamente na PF.

LEIA TAMBÉM
Moro adiciona gasolina na polêmica do fim da Lava Jato

Jean Wyllys refuta bravatas de Sergio Moro sobre a Lava Jato

Pesquisa Campinas 2020: Rafa Zimbaldi, 20,4%; Dr. Hélio, 11,9%; Artur Orsi, 10,6%

Nesta quarta-feira (7), Bolsonaro disse que acabou com a Operação Lava Jato porque “não existe corrupção no governo”.

Horas depois, Moro usou o seu perfil no Twitter para rebater o presidente.

“As tentativas de acabar com a Lava Jato representam a volta da corrupção. É o triunfo da velha política e dos esquemas que destroem o Brasil e fragilizam a economia e a democracia. Esse filme é conhecido. Valerá a pena se transformar em uma criatura do pântano pelo poder?”, escreveu o ex-ministro na rede social.

Compartilhe agora