Genro de Silvio Santos vai gerir no Ministério das Comunicações a bilionária implantação do 5G

O deputado federal Fábio Faria (PSD-RN), genro do dono do SBT, Silvio Santos, tomou posse nesta quarta-feira (17) como ministro das Comunicações. Ele vai conduzir a licitação do bilionário mercado da telefonia móvel 5G, estimado em R$ 20 bilhões.

“O 5G permitirá uma banda larga móvel de altíssima potência em qualidade com impacto significativo na economia, além de proporcionar aos brasileiros grande cesso ao conhecimento”, discursou o marido de Patrícia Abravanel, filha do homem do baú.

O Ministério de ao menos 20 bilhões de reais, só num produto, o 5G, será comandado pelo guloso Centrão –grupo parlamentar fisiologista que apoia o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Como o saco do chefe é corrimão para o sucesso, Faria ressaltou a importância da imprensa e fez elogios à forma como Bolsonaro se comunica nas redes sociais.

LEIA TAMBÉM

“A mídia continua a estar entre as prioridades deste governo. O dinamismo dos canais fechados, a força e abrangência da TV aberta, que levam informação e entretenimento, são verticais importantes de política pública. Assim como rádio, veículo poderoso, é um aliado nas pequenas cidades e nas comunidades afastadas”, puxou.

Em seu discurso, o presidente Jair Bolsonaro disse que, “quanto melhor estiverem as nossas comunicações, transmitindo sempre a verdade na ponta da linha, melhor estaremos todos nós”.

O presidente Bolsonaro destacou que, cada Poder da República, “com harmonia e independência”, precisa fazer valer os valores da democracia.

“O nosso povo respira liberdade, temos uma Constituição pela frente, que pesa alguns de nós até não concordar com alguns artigos, mas temos um compromisso, todos nós do Judiciário, Legislativo e Executivo, de honrá-la e respeitá-la para o bem comum. E tenho certeza que, respeitando cada artigo da nossa Constituição, nós atingiremos o nosso objetivo para o bem de todos”, disse.

Recriado de uma “costela” do Ministério da Ciência e Tecnologia, o Ministério das Comunicações é um órgão do poder Executivo brasileiro, cujas atribuições são regular os serviços de radiodifusão, serviços postais, de telecomunicações e suas entidades vinculadas, bem como gerenciar as políticas nacionais em áreas correlatas como a da inclusão digital.