Democratas expulsa ‘bolsonazi’ Sara Winter da legenda

O Democratas (DEM) decidiu nesta terça-feira (2) expulsar a militante bolsonarista Sara Fernanda Giromini, que se autodenomina Sara Winter, do partido.

Sara é uma das investigadas no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre fake news e, na semana passada, realizou protesto em frente ao STF com tochas e máscaras, com alusão ao grupo supremacista branco Ku Klux Klan, e ameaças ao ministro Alexandre de Moraes.

A expulsão sumária está registrada na resolução n° 573, de 02 de junho de 2020, assinada pelo presidente do partido, ACM Neto, e levou em consideração dois fatores: envolvimento de Sara com movimentos contra o Estado de Direito e o regime democrático e que o partido repudia veementemente quaisquer atos de violência e de menosprezo às instituições brasileiras.

LEIA TAMBÉM:

Augusto Aras reafirma que Constituição não admite intervenção militar

Trump e Bolsonaro discutiram uso hidroxicloroquina contra o coronavírus

O Brasil reabriu 218 shoppings, mas não tem quem compre por falta de dinheiro

Leia a íntegra da nota assinada pelo presidente do DEM:

Brasília, 02 de junho de 2020.

Nota Oficial

O Democratas Nacional decidiu, na manhã desta terça-feira (2), aplicar a sanção sumária de expulsão à Sara Fernanda Giromini – com cancelamento de filiação partidária – pelo descumprimento dos
deveres éticos previstos estatutariamente.
É importante ressaltar que o Democratas repudia, de forma veemente, quaisquer atos de violência ou atentatórios ao Estado de Direito, ao Regime Democrático e às instituições brasileiras.

Antonio Carlos Magalhães Neto
Presidente Nacional do Democratas