Trump e Bolsonaro discutiram uso hidroxicloroquina contra o coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente Jair Bolsonaro, discutiram um esforço conjunto de pesquisa sobre o uso da hidroxicloroquina, um medicamento contra a malária, como prevenção e tratamento ao novo coronavírus, informou a Casa Branca nesta terça-feira (2).

Trump e Bolsonaro “expressaram sua recíproca gratidão pela colaboração de longa data sobre questões de saúde entre os dois países”, disse a Casa Branca, discutindo o envio, pelos EUA, de 2 milhões de doses do polêmico medicamento ao Brasil e “um esforço conjunto de pesquisa para ajudar a avaliar melhor a segurança e eficácia da hidroxicloroquina para a prevenção e o tratamento inicial ao coronavírus”.

LEIA TAMBÉM:
Ministro da Justiça pede à PF investigação sobre vazamento de dados da família Bolsonaro

Celso de Mello arquiva pedido de apreensão de celular de Bolsonaro

O Brasil reabriu 218 shoppings, mas não tem quem compre por falta de dinheiro

No final do mês passado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a suspensão do uso da cloroquina e hidroxicloroquina em testes para tratamento contra a Covid-19. A suspensão temporária foi tomada até que a segurança da droga seja reavaliada, já que estudos recentes mostraram que ela não é eficaz contra a doença e pode aumentar a taxa de mortalidade.

Com informações da Agência Reuters.