Mandetta conta com ajuda de jornalões para arranjar novo emprego

Mandetta e os jornalões têm de correr porque, daqui a pouco, ninguém mais vai lembrar do ex-ministro da Saúde.

Em marcha acelerada para o ostracismo, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta conta com os “classificados” dos jornalões para arranjar um emprego.

O Estadão, por exemplo, disse que o moço pode presidir o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

Mandetta foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro na última quinta-feira (16).

O novo ministro da Saúde é Nelson Teich, da área hospitalar privada, que é tão ruim quanto Mandetta para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Para arrumar um emprego para Mandetta, ex-novo queridinho da velha mídia, terão de remover o atual presidente do Conass, Alberto Beltrame, secretário de Saúde do Pará.

Mandetta e os jornalões têm de correr porque, daqui a pouco, ninguém mais vai lembrar do ex-ministro.

Ministro da Saúde defende testes em massa no Brasil
O novo ministro Nelson Teich, após videoconferência com seus homólogos dos países do G20, afirmou que os testes em massa são importantes para “entender melhor a doença, entender a evolução [dos casos]” e para “enfrentar o problema e sair dele”.

O ministro brasileiro reconheceu que nem todos serão testados no País Ele citou a Coreia do Sul e a Itália que, mesmo que tenham ampliado o total de exames, nem todos tiveram diagnóstico.

Nelson Teich afirmou que o entendimento de como o novo coronavírus se propaga e age nas pessoas levarão às tomadas de decisões para que medidas contenham a crise antes da disponibilidade de uma vacina ou de um tratamento com medicamentos. “A gente não sabe o tempo que isso vai levar.”

LEIA TAMBÉM
Partidos e entidades gritam para Bolsonaro: BASTA!

PSOL pede saída imediata de Bolsonaro

Roberto Jefferson denuncia em live suposta armação de impeachment de Bolsonaro; assista

“Isso nos obriga a realmente entender o que está acontecendo para que a gente consiga desenhar as políticas e ações que vão nos ajudar a passar por isso da forma mais rápida e independente do tempo que leve para que essas situações ideais — vacina e tratamento — aconteçam”, discorreu o ministro da Saúde.

Teich ressaltou ainda que o trabalho para conter a epidemia envolve diferentes atores. “A gente trata o Brasil como um todo, e a gente vai respeitar as peculiaridades e as particularidades dos estados e das regiões do Brasil”, pontuou.

Globo suspende pagamentos de artistas de novelas durante pandemia de Covid-19
A TV Globo não vai pagar os artistas de novela, durante a pandemia de coronavírus, enquanto o elenco não voltar a gravar.

De acordo com a coluna da Radar, da revista Veja, é grande a choradeira dos artistas das novelas da Globo.

“Emissora vai prorrogar os contratos, mas suspender os pagamentos durante a pandemia, enquanto os elencos não estão gravando”, registra a revista da Abril.

O Blog do Esmael anotou numa live, ontem à noite (aproveita e se inscreva no canal), que as emissoras de TV, rádios e portais de notícias tendem a reestruturar os serviços a partir da experiência do home office. Ou seja, jornalistas irão perder emprego porque as empresas almejam maximizar os lucros usando como pretexto a Covid-19.

“O universo das celebridades anda em chamas nos últimos dias”, diz a Radar. “É que a Globo começou a avisar ao elenco das novelas que vai prorrogar os contratos, mas suspender os pagamentos durante a pandemia (enquanto eles não estão gravando).”

“Ninguém gritará em público por medo da geladeira, mas a choradeira é grande”, revela a revista.

De acordo com o Radar, a assessoria da TV Globo enviou a seguinte nota: “Não houve rigorosamente nenhuma mudança com relação aos contratos. Ninguém teve redução de vencimento na Globo. Os atores estão com o contrato mantido e os pagamentos em dia. A chamada aplicação é que só é paga quando estão em gravação, como é de conhecimento de todos”.