Estadão força a barra ao ligar PT a PCC na tentativa de salvar Moro

Publicado em 9 agosto, 2019
Compartilhe agora!

O Estadão voltou a apelar disseminando novas fake news, ligando o PT ao PCC, na tentativa de salvar o ministro Sérgio Moro, acossado pelas reportagens da #VazaJato.

O jornalão paulistano dissemina nesta sexta-feira (9) que um dos líderes da facção criminosa do PCC teve ligação interceptada pela Polícia Federal. No diálogo, segundo o Estadão, o líder teria revelado que a facção tinha um ‘diálogo cabuloso’ com o PT e supostamente criticado Moro.

Recentemente, a PF prendeu 4 supostos hackers de Araraquara após a divulgação de mensagens privadas entre o ex-juiz da 13ª Vara Federal do Paraná, procuradores da Lava Jato e agentes que contratam palestras.

LEIA TAMBÉM
“Bolsonaro é produto de nossos erros”, diz presidente da Câmara

Para Bolsonaro, ataque aos jornais é medida para combater o desmatamento

Piada infame de Bolsonaro com Moro e Salles; assista

A suposta ligação do PT ao PCC vem à tona no dia em que as reportagens do site The Intercept Brasil completam 2 meses.

A PF apresentou o segundo relatório, de acordo com o Estadão: “Também foram encontrados indicativos de vínculos da ORCRIM PCC com partidos políticos, o que nesse momento não está dentro dos objetivos da investigação e, semelhante a questão de corrupção de agentes públicos, temos a necessidade de encerrar a chamada fase sigilosa da investigação.”

Um suposto diálogo atribuído a Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como ‘Elias’, seria a conexão do PCC com o PT.

“Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com nois tinha diálogo. O PT tinha diálogo com nois cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nois ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano. Mas o PT, ele tinha uma linha de diálogo com nois cabulosa, mano….”, registra o Estadão.

A direção nacional do PT ainda não se manifestou acerca dessa nova fake news.

Compartilhe agora!