“Mais importante é me resolver com Deus” diz Onyx sobre caixa 2

Compartilhe agora!

O futuro ministro da Casa Civil no governo de Jair Bolsonaro (PSL), deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou na madrugada deste domingo (10) ao programa Canal Livre, da Band, que o mais importante para ele é se “resolver com Deus” sobre o caso do recebimento de caixa dois da JBS.

De acordo com delatores da JBS, o futuro Chefe da Casa Civil recebeu uns “cascalhos” da empresa para suas campanhas eleitorais por meio de caixa dois.

LEIA TAMBÉM:
Moro diz que ‘põe a mão no fogo’ por Onyx

Na entrevista, Onyx também disse que errou ao não declarar os valores repassados pela JBS, mas jurou que é um “combatente contra a corrupção” e citou o fato de ter sido relator do projeto das Dez Medidas Contra a Corrupção dos “meninos de Curitiba” na Câmara.

O caixa 2 de Onyx Lorenzoni é investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), que obteve a autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar o caso na semana passada.

Ainda não sabemos se Deus realmente vai perdoá-lo, porém, Sergio Moro, o ex-juiz político e futuro ministro da Justiça de Bolsonaro, que em outra oportunidade disse considerar a prática de caixa 2 como um “crime contra a democracia”, já o perdoou porque, segundo ele, o político gaúcho “assumiu seus erros” e se desculpou.

Com informações do Estadão

Compartilhe agora!