10 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Mais importante é me resolver com Deus” diz Onyx sobre caixa 2

“Mais importante é me resolver com Deus” diz Onyx sobre caixa 2

O futuro ministro da Casa Civil no governo de Jair Bolsonaro (PSL), deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), afirmou na madrugada deste domingo (10) ao programa Canal Livre, da Band, que o mais importante para ele é se “resolver com Deus” sobre o caso do recebimento de caixa dois da JBS. ... 

Leia mais

8 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Moro enterra as dez medidas contra a corrupção dos “golden boys” Lava Jato

Moro enterra as dez medidas contra a corrupção dos “golden boys” Lava Jato

A ida para um “superministério” no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL) fez o juiz Sérgio Moiro abrir mão de convicções que acreditava ser superimportantes anteriormente. Nesta quinta-feira (8), por exemplo, afirmou que o futuro governo não necessariamente vai reapresentar ao Congresso as dez medidas anticorrupção.  ... 

Leia mais

23 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em Empresário confessa ter fabricado notícias falsas para eleger Richa e Greca

Empresário confessa ter fabricado notícias falsas para eleger Richa e Greca

O Empresário Eduardo Carmona confessou ter trabalhado na propagação de “fake news”, ou “notícias falsas”, em bom português, para ajudar a eleger Beto Richa (PSDB) governador, Rafael Greca (PMN), prefeito de Curitiba, entre outros políticos. A afirmação foi feita a um jornalista da TV Bandeirantes que atuava disfarçado, demonstrando interesse nos serviços de Carmona. ... 

Leia mais

12 de agosto de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Câmara aprova doação de empresas a partidos e conclui reforma política

da Agência Câmara

cunha_camaraO Plenário da Câmara dos Deputados concluiu as votações, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição da reforma política (PEC 182/07). Na votação desta quarta-feira (12), os deputados aprovaram o financiamento de campanhas com doações de pessoas físicas a candidatos e a partidos e de empresas a partidos. O texto foi aprovado por 317 votos a 162.

Inicialmente, destaques do PT e do PPS pediam a retirada apenas da parte do texto que permite a doação por empresas. No entanto, esses destaques foram indeferidos após decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, na qual acatou questão de ordem dos deputados Leonardo Picciani (PMDB-RJ) e Mendonça Filho (DEM-PE).

Para garantir a votação em dois turnos do tema, o artigo todo foi votado novamente e não somente a parte pretendida pelos partidos contrários ao financiamento privado de campanhas.

No primeiro turno, a matéria foi aprovada por 330 votos a 141. Com o encerramento das votações em segundo turno, a PEC será enviada ao Senado. Leia mais