Moro transforma em réus da lava jato homens de confiança de Richa

Publicado em 5 setembro, 2018
Compartilhe agora!

O ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa (PSDB), Deonilson Roldo, e o empresário Jorge Theodócio Atherino, figuram entre os réus da lava jato.

Embora o ex-governador ainda seja investigado pela Justiça Eleitoral — e não na condição réu na lava jato — a aceitação da denúncia contra seu braço-direito [Deonilson Roldo] pode impactar na candidatura de Richa ao Senado.

LEIA TAMBÉM
Beto Richa manobra para não ir para a cadeia, diz Globo

O tucano está em segundo lugar na disputa e, logo na sequência, vem o ex-senador Flávio Arns (Rede) fungando sua nuca. Requião tem 43%, Richa 28% e Arns 17%, segundo o Ibope.

Além de aceitar denúncias contra Atherino e Roldo, integrantes do guarda-chuva político de Richa, o juiz Sérgio Moro ainda transformou em réus 9 ex-executivos da Odebrecht.

A bronca do tucanato paranaense tem a ver com propinas na Parceria Público-Privada (PPP) firmada para exploração e duplicação da rodovia PR-323. O dinheiro [R$ 3,5 milhões] teria sido destinado à campanha de Richa, segundo o Ministério Público.

Compartilhe agora!