Preço dos combustíveis continua subindo diariamente

Apesar de o “acordo” imposto aos caminhoneiros em greve pela força militar, inclusive, o preço dos combustíveis continua subindo diariamente.

Segundo a ADVFN/Bovespa, a variação no preço da gasolina foi de 0,37% para mais; o óleo diesel subiu 0,14% em um dia; e gás de cozinha teve aumento de 2,07% em apenas um dia.

O acordo de Michel Temer prevê congelamento do diesel para os caminhoneiros por 90 dias, após esse período eles terão os reajustes acumulados mensalmente.

A política de preços da Petrobras, ou seja, Pedro Parente, atrela os aumentos dos combustíveis à variação do dólar e à cotação internacional do petróleo.

O diabo é que o caminhoneiro, o consumidor e o trabalhador brasileiros recebem seus pagamentos em real, mas são obrigados abastecer em dólar.

A política de Parente e Temer é insustentável porque continua penalizando os brasileiros para engordar os acionistas estrangeiros.

Apesar do susto que levaram dos petroleiros e dos caminhoneiros, que extraoficialmente estão no 11º dia de greve, Temer e Parente avaliam que vale o risco continuar escalpelando os consumidores brasileiros para garantir o lucro de sócios privados gringos da Petrobras.

Comentários encerrados.