Metalúrgicos para Temer: “Não vamos pagar a conta de quem entrou pela porta dos fundos”

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, Sérgio Butka, após reunião nas montadoras Renault, Volkswagen e Volvo, anunciou nesta quinta (25) o veredicto dos trabalhadores sobre o golpista Michel Temer (PMDB):

“Não vamos abrir mão de direitos em troca de empregos, como querem as empresas. O que vai garantir empregos é a retomada da economia e é isso que temos que buscar”, adiantou o líder sindical.

A posição de Butka, em defesa dos metalúrgicos, destoa e é de enfrentamento à brutal chantagem em nome da manutenção do emprego.

No Grande ABC, por exemplo, a Volks empurrou goela-abaixo dos trabalhadores um acordo que implica em reajuste zero de salário até 2019, abertura de PDV, Lay-off e PPE, conforme já relatou aqui em artigo especial o ativista social Milton Alves.

Sérgio Butka mandou um recado direto a Temer e demais golpistas:

“Não vamos pagar a conta de um governo que não deu certo e entrou pela porta dos fundos”.

Os metalúrgicos do Paraná estarão na linha de frente da ‘grande greve geral nacional’ a ser convocada por todas as centrais sindicais.

butka_temer

Comentários encerrados.