Por Esmael Morais

Indústria da multa e ‘vias calmas’ puxam críticas a Fruet na internet

Publicado em 17/11/2015

Os ônibus são um capítulo à parte, pois não funcionam e, proporcionalmente, têm a tarifa mais cara do país.

Enfim, os curitibanos acordaram esta semana com a sensação de que os serviços essenciais não ineficientes na cidade e a culpa é do prefeito Gustavo Fruet.

Se aquela máxima da Roma Antiga “a voz do povo é a voz de Deus” (vox populi, vox dei), o prefeito pedetista terá de procurar outro emprego no ano que vem. A conferir.