Governador Beto Richa lança o programa ‘Mais Pedágio’ no Paraná

Richa_Mais_PedagioO governador Beto Richa (PSDB), o Rei do Pedágio, anunciou ontem (22) no Palácio Iguaçu a privatização de mais um trecho de rodovia paranaense às concessionárias. Agora a praga do pedágio deverá chegar à região Sudoeste, na PR-280, entre os municípios de Marmeleiro e Palmas (Trevo de Horizonte).

O lançamento do programa ‘Mais Pedágio’, cujo trecho compreende 284 km, foi acompanhado pelo prefeito de Pato Branco, Augustinho Zucchi (PDT), e o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB), ambos sãos políticos sudoestinos.

“A população não é contra o pedágio. A população é contra os altos preços do pedágio”, despistou Zucchi.

A promessa das pedageiras é de duplicar o trecho que vão controlar. De acordo com o governo do estado, as obras estão estimadas em R$ 1,8 bilhão. Esse valor, por óbvio, será pago pelo usuário da rodovia.

Na terça-feira (21), em Ponta Grossa, o Rei do Pedágio inaugurou 11 km duplicados na BR-376 (Rodovia do Café) com recursos dos usuários da rodovia. O pedaço das obras saiu depois de 17 anos de privatizada a estrada.

O trecho da rodovia da BR-376 que compreende entre Apucarana e São Luiz do Purunã, passando por Ponta Grossa, tem 360 km e é administrado pela concessionária CCR RodoNorte.

Paralelamente, Beto Richa transformou a prorrogação dos contratos do pedágio, que vencem em 2021, em principal bandeira de seu governo. A ideia é perpetuar as concessionárias até 2050. O tucano jogou o ônus dessa proposta na conta do G7, as entidades do setor produtivo, que não aceitaram o mico, pois seus associados são contrários ao pedágio mais caro do mundo.

Comentários encerrados.