Visita de Alckmin pode vitaminar Ducci à Prefeitura de Curitiba, avaliam aliados do socialista

A visita do presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin (PSB), à Grande Curitiba na próxima segunda-feira (4/12), para participar de cerimônia de comemoração dos 25 anos de produção de veículos pela Renault, é vista como positiva para a pré-campanha do deputado e ex-prefeito Luciano Ducci (PSB).

A fábrica da Renault fica no município de São José dos Pinhais, a 12 km do centro da capital paranaense.

Alckmin é o ministro do Desenvolvimento e Indústria.

A visita do presidente em exercício será às 15 horas no Complexo Industrial Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

A Federação Brasil Esperança (PT, PCdoB e PV), que defende uma frente de apoio a Ducci, já fez um briefing para Alckmin sobre a possibilidade de vitória da base de sustentação do governo Lula em Curitiba, indicando que o socialista lidera as pesquisas de intenção de votos.

Economia

A visita de Alckmin à Renault é um evento importante para a indústria automobilística brasileira.

A empresa é uma das maiores montadoras do país e gera milhares de empregos.

A presença do presidente em exercício, que é responsável pelo setor industrial, reforça a importância da indústria para a economia brasileira.

Para Ducci, a visita de Alckmin é uma oportunidade de mostrar que ele tem o apoio do governo federal.

O ex-prefeito é um crítico do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e a presença de Alckmin em Curitiba pode ajudar a reforçar a imagem de Ducci como um candidato de centro-esquerda.

Os aliados de Ducci avaliam que a visita de Alckmin pode “vitaminar” a pré-campanha de seu correligionário e ex-prefeito.

Eles acreditam que a presença do presidente em exercício pode ajudar a aumentar a visibilidade de Ducci e atrair novos apoiadores.

As últimas pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura de Curitiba mostram Ducci na liderança.

Em um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas no final de outubro, o ex-prefeito Luciano Ducci aparece com até 28,1% das intenções de voto, seguido pelo deputado Ney Leprevost, com 19,8%.

A Federação Brasil Esperança acredita que Ducci tem condições de vencer as eleições em Curitiba.

O grupo político tem um amplo arco de alianças, que inclui partidos de esquerda e centro.

Além de partidos políticos, Ducci também busca apoios entre sindicalistas e líderes de movimentos sociais.

Nesta sexta-feira (1º/12), o pré-candidato a prefeito socialista se reuniu com a diretoria da APP-Sindicato, ligada à CUT, e à tarde com os dirigentes da UGT (União Geral dos Trabalhadores).

Os movimentos sociais são importantes aliados para Ducci.

Eles podem ajudar a mobilizar eleitores e a difundir a mensagem do ex-prefeito.

Quanto à visita de Alckmin à Renault é um evento importante para a pré-campanha de Luciano Ducci.

A presença do presidente em exercício pode ajudar a aumentar a visibilidade do ex-prefeito e atrair novos apoiadores.

Além disso, a posição de Ducci nas pesquisas de intenção de voto é favorável, segundo os partidos que o apoiam.

O ex-prefeito do PSB aparece na liderança e tem um amplo arco de alianças, que pode reunir até dez partidos.

Com esses fatores considerados positivos, Ducci tem boas chances concretas de vencer as eleições para a Prefeitura de Curitiba em 2024, avalia a Federação Brasil Esperança, seção Paraná.

Aqui está um flash da visita de Ducci a APP-Sindicato:

One Reply to “Visita de Alckmin pode vitaminar Ducci à Prefeitura de Curitiba, avaliam aliados do socialista”

  1. Vitamina de cera de ouvido?

    Oh baby, a cera do seu ouvido baby, só me faz lembrar.. da merenda escolar

    #NãoVaiTerDucci
    #NãoPor20Centavos
    #ForaRicha
    #RequiãoFilho2024

Comments are closed.