URGENTE: Justiça põe água no chope de Greca

A juíza Patrícia Almeida Gomes Bergonse, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, colocou água no chope de prefeito Rafael Greca (PMN) no fim da tarde desta segunda-feira (19).

A magistrada concedeu liminar ao Sindicato dos Servidores da Guarda Municipal (Sigmuc) proibindo a Prefeitura de Curitiba de sacar R$ 600 milhões do Instituto de Previdência Municipal (IPMC).

A magistrada levou em consideração notas técnicas de órgãos governamentais e do próprio Ministério Público que apontam gestão “temerária, podendo prejudicar o pagamento dos benefícios previdenciários futuros” caso os saques pretendidos, entre R$ 600 milhões e R$ 700 milhões, sejam efetivados pela Prefeitura.

A decisão da juíza ocorreu na véspera da votação do pacotaço de Greca na Câmara Municipal de Vereadores e entrelaçada a outros fatos políticos relevantes.

Também no dia de hoje, o deputado Ney Leprevost (PSD) protocolou na Procuradoria Regional Eleitoral um pedido de investigação acerca de “fraude eleitoral”, que, segundo o blog Gazeta do Povo, ocorreu na eleição de 2016 com favorecimento a Greca. Se julgado precedente, o prefeito poderá perder o mandato.

Além disso, Greca vem perdendo a batalha da comunicação para os sindicatos que congregam os 33 mil servidores municipais em greve há uma semana.

Quanto à decisão liminar da juíza Patrícia Almeida Gomes Bergonse, cabe recurso.

Os comentários estão encerrado.