Renan Calheiros propõe TSE como via para cassar Jair Bolsonaro

Google News

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) entende como ninguém de impeachment. Ele era ministro da Justiça de Collor de Mello, em 1992, quando o presidente sofreu o primeiro impeachment. Em 2016, o emedebista pilotou a queda de Dilma Rousseff (PT), na condição de presidente do Congresso Nacional.

Pois bem, agora Renan apresenta o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) como solução menos traumática e mais rápida para arrancar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) do Palácio do Planalto.

Segundo o jornalista Lauro Jardim, em sua coluna no Globo, o TSE é o meio mais apropriado na atual conjuntura, ou seja, em tempos de coronavírus.

“Renan Calheiros disse numa conversa recente que o caminho mais curto para tirar Jair Bolsonaro do Palácio Alvorada é o TSE, que tem poderes para cassar a chapa presidencial, e não o Congresso, onde tramitam os processos de impeachment”, anotou o colunista nesta quinta-feira (2).

Pela tese do senador alagoana, na corte eleitoral, além de Bolsonaro, também seria cassado o vice general Hamilton Mourão (PRTB). Ou seja, sucumbindo a chapa uma nova eleição presidencial teria de ser convocada imediatamente.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro frita Mandetta covardemente em entrevista; assista

Bolsonaristas prometem ir às ruas neste domingo pelo fim da quarentena #NasRuas5DeAbril

Coronavírus: Oposição cobra cota de sacrifício do sistema financeiro

Veja também  Carol Dartora, 1ª mulher negra eleita em Curitiba, será entrevistada pelo Blog do Esmael nesta quarta