Ratinho Junior elogia Bolsonaro e Moro enquanto chama Requião para briga

Ratinho Junior elogia Bolsonaro e Moro enquanto chama Requião para briga

Em entrevista para o blog Gazeta do Povo, o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), rasgou seda para o presidente Jair Bolsonaro (PL) ao mesmo tempo que elogiou o suspeito ex-juiz Sergio Moro (Podemos) e jurou ser um “cara de partido” lembrando que o PSD apresentou o nome do senador Rodrigo Pacheco (MG) como candidato ao Palácio do Planalto. Ou seja, o mandatário estadual ensaia colocar um pé em cada canoa nas eleições presidenciais de 2022.

Ratinho Junior afirmou que ficou triste com o rompimento havido entre Bolsonaro e Moro.

“Eu lamento. Eu gostaria de estar vendo essas duas lideranças importantes caminhando, ajudando o Brasil, juntas, na harmonia…”, disse Ratinho Junior, corroborando a tese da mulher do ex-juiz, Rosângela Moro, segunda qual ‘Bolsonaro e Moro são uma coisa só‘.

Ratinho Junior confirmou ainda que realmente tem um bom relacionamento com o governo federal, com o presidente Bolsonaro. “Aliás, ele foi fundamental na construção do pedágio, no modelo que o Paraná queria”, completou o governador.

O governador desconversou sobre sua interferência no PSB nacional para impedir a filiação do ex-senador Roberto Requião (sem partido), principal adversário nas eleições 2022.

“Seria como um concorrente normal, que eu teria que enfrentar. Independente do concorrente, eu tenho que ter a melhor proposta. É a minha preocupação. Concorrente vai ter. Se não for um, serão dois, ou três ou vários”, disse Ratinho Junior.

Na entrevista publicada no domingo (26/12), Ratinho Junior não foi perguntado sobre as tarifas de água e luz, da Sanepar e da Copel, nem do pedágio –a tarifa mais cara do mundo.

A espetacular “virada” de Requião no Paraná, segundo a “pesquisa” de Requião

Governador Ratinho Junior anuncia Ano de 2022 sem água no Paraná; confira

Requião anuncia redução das tarifas de água e luz como primeira medida caso seja eleito governador do Paraná; confira