Ratinho Junior anuncia mais 82 colégios cívico-militares no Paraná, de olho no eleitorado bolsonarista

O Paraná vai ter mais 82 colégios cívico-militares a partir de 2024, segundo comunicado do governo do estado.

O anúncio foi feito nesta quinta-feira (30/11) pelo governo Ratinho Junior (PSD), por meio da Secretaria da Educação do Paraná (Seed-PR).

Ratinho Junior flerta com o bolsonarismo e com a extrema direita, ao implantar os duvidosos colégios cívico-militares.

>>Escola cívico-militar no Paraná: depoimento de bibliotecária revela aumento de crises de ansiedade e suicídios [áudio]

O governador do Paraná tenta viabilizar seu nome para a disputa presidencial em 2026, por isso ele busca seduzir esses setores fundamentalistas na política.

Economia

Nesse sentido, pouco ou quase nada importa sobre a qualidade da educação para juventude paranaense.

A consulta pública realizada nesta semana (dias 28 e 29) teve uma aprovação de 65% ao modelo, informou o Palácio Iguaçu.

A divulgação oficial dos nomes e localidades das escolas que aprovaram a adesão será feita após a publicação do resultado em Diário Oficial.

>>Caso de racismo no CEP é mais um gol contra a militarização das escolas

No entanto, já é possível saber que as escolas que aderiram ao modelo estão localizadas em todas as regiões do estado.

A implantação de colégios cívico-militares no Paraná é uma medida polêmica.

Há críticas de educadores, especialistas em educação pública, entidades de classe e universidades.

Eles alegam que o modelo militariza a educação e que pode levar à violação dos direitos dos alunos.

>>Educadores veem Ratinho Jr. transformando escolas em comitês eleitorais militarizados

Ratinho Junior, por sua vez, defende o modelo como uma forma de melhorar a qualidade da educação e a disciplina dos alunos.

Ele afirma que os colégios cívico-militares têm um bom desempenho acadêmico e que os alunos são mais respeitosos e obedientes.

No entanto, por trás dessa decisão de militarizar a educação, tem o projeto político egoístico do governador paranaense de substituir o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a partir de 2026.

3 Replies to “Ratinho Junior anuncia mais 82 colégios cívico-militares no Paraná, de olho no eleitorado bolsonarista”

  1. Duvidosos colégios civico militares????? Não entendi! Todos os índices do ensino comprovadamente são melhores nesse sistema, inclusive a disciplina. Ademais, quem decide a implantação ou não é a comunidade escolar. Em que mundo vive o autor da matéria?

  2. O Rato devia passar pelo menos uma semana dentro de uma dessas escolas cívicos-militares e com certeza pararia de falar bobagens principalmente sobre a disciplina dos alunos.

  3. Espero que o próximo Governador do Estado, acabe com está farra. As tais escolas civico militar, só servem para criar futuros bazolóides e mais nada.

Comments are closed.