Instituto de pesquisa crava "19", número do Podemos, como aprovação de Bolsonaro. Arte: site do PT

Instituto de pesquisa crava “19”, número do Podemos, como aprovação de Bolsonaro

Subliminarmente, o instituto AtlasIntel registrou em porcentagem o número “19” como índice de aprovação declinante na popularidade do presidente Jair Bolsonaro (PL). Dezenove é o numero do Podemos, partido do ex-juiz suspeito Sergio Moro nas urnas eletrônicas. Segundo o levantamento, apenas 19% da população classificam a gestão do ex-capitão como boa ou ótima.

Místicos, alquimistas, lavajatistas, numerólogos e tarólogos entenderam o “19” cravado na pesquisa como um “sinal” para o desembarque da candidatura de Bolsonaro.

O Blog do Esmael anotou no domingo (28/11) que Bolsonaro está sofrendo processo de “michelização” com o aumento da sua rejeição.

O Instituto de pesquisa foi contratado pelos jornais El País e Valor Econômico, que publicaram nesta segunda-feira (29/11) a sondagem acerca do ocaso do inquilino do Palácio do Planalto.

Se apenas 19% da população classificam a gestão do ex-capitão como boa ou ótima, por outro, lado 59,7% a consideram ruim ou péssima.

Nos últimos seis meses, entre maio e novembro, a avaliação positiva despencou 12 pontos percentuais, indo de 31% para o atual índice, que é o mais baixo já registrado pelo atual governo.

Quando são oferecidas apenas duas opções aos entrevistados (dizer se aprovam ou desaprovam o governo Bolsonaro), a rejeição é ainda maior: 65,3% dizem desaprovar, contra só 29,3% que afirmam aprovar.

A desastrosa gestão econômica de Bolsonaro e seu ministro da Economia, Paulo Guedes, é rejeitada pela população.

Juntos, os temas pobreza e desigualdade social, inflação, impostos, desemprego e crescimento econômico são citados por 59% dos entrevistados como o maior problema do Brasil atualmente.

“Essa é uma preocupação que penetra todos os segmentos da sociedade”, diz o cientista político Andrei Roman, CEO do AtlasIntel. Segundo ele, o levantamento desmente o mito de que a popularidade de Bolsonaro não ficaria abaixo de 30%.

Para o líder do Partido dos Trabalhadores no Senado, Paulo Rocha (PT-PA), o estudo mostra que o povo não engole mais as fake news de Bolsonaro, que tenta vender um Brasil que não existe. “O governo Bolsonaro cai todo dia. Ele fala de um Brasil que não existe cheio de fake news, mas a realidade do BolsoCARO bate na porta do trabalhador”, afirmou Rocha pelo Twitter.

Instituto de pesquisa crava "19", número do Podemos, como aprovação de Bolsonaro
Instituto de pesquisa crava “19”, número do Podemos, como aprovação de Bolsonaro

Avaliação positiva de Lula sobe, segundo pesquisa

Ao mesmo tempo em que vê sua popularidade afundar à medida em que sua incompetência faz o povo brasileiro sofrer com fome, inflação e desemprego, Bolsonaro é obrigado a ver a avaliação positiva do ex-presidente Lula subir. O petista é a figura pública mais bem avaliada no levantamento, com 48% dos brasileiros afirmando ter uma imagem positiva dele. O índice é 2 pontos percentuais mais alto que o observado em setembro e 18 pontos percentuais maior que a do ex-juiz Sergio Moro, já considerado suspeito e parcial pelo Supremo Tribunal Federal ao julgar Lula.

O levantamento ouviu dos 4.921 pessoas de forma on-line, via convites randomizados, entre os dias 23 e 26 de novembro. A margem de erro é de 1 ponto percentual, para mais ou para menos, e índice de confiança é de 95%.

Leia também

Globo em campanha por Sergio Moro exibe ao vivo discurso de ex-juiz em reunião do Podemos

Moro bate em Lula e “esquece” Bolsonaro, reacendendo tese de que Moro e Bolsonaro são ‘uma coisa só’

Globo morde Lula enquanto assopra Moro; emissora tenta levantar a pipa do ex-juiz suspeito