Democracia Inabalada: dos ausentes em 8/1, quatro governadores sonham disputar a Presidência com apoio de Bolsonaro em 2026

Dos 14 governadores de estado que gazearam o Ato Democracia Inabalada, nesta segunda-feira (8/1), ao menos quatro deles sonham disputar a Presidência da República com o apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições de 2026.

Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP), Ratinho Junior (PSD-PR), Romeu Zema (Novo-MG) e Ronaldo Caiado (União-GO) formam o batalhão bolsonarista que aspira ocupar a cadeira do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), por isso os nominados governadores cabularam o encontro democrático.

Os governadores paulista e mineiro alegaram férias para se ausentarem da palestra de Lula, ministros do STF e do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O evento Democracia Inabalada pediu punição exemplar para os golpistas de 8 janeiro de 2023.

Ratinho Junior, do Paraná, afirmou que tinha compromisso previamente agendado e não compareceu ao encontro plural e suprapartidário organizado pelo presidente Lula.

Ratinho Junior espera pelo apoio de Bolsonaro em 2026 para a Presidência, todavia, ficaria feliz com a condição de candidato ao Senado na vaga de Sergio Moro (União-PR) com o apoio do ex-presidente.

Economia

Já Ronaldo Caiado, governador goiano, realizou um check-up médico na segunda-feira (8/1) para revisar uma cirurgia cardíaca realizada no final de 2022.

Dos presentes no Ato Democracia Inabalada, organizado por Lula, estava o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que, em 2022, recebeu apoio de petistas no segundo turno para derrotar o bolsonarista Onyx Lorenzoni (PL).

One Reply to “Democracia Inabalada: dos ausentes em 8/1, quatro governadores sonham disputar a Presidência com apoio de Bolsonaro em 2026”

Comments are closed.