Petrobras reproduz discurso mentiroso de Bolsonaro sobre culpa de governadores pelo preços dos combustíveis [vídeo]

Petrobras reproduz discurso mentiroso de Bolsonaro sobre culpa de governadores pelos preços dos combustíveis [vídeo]

A mentira é conditio sine qua non para participar do governo de Jair Bolsonaro. A falta de rigor com a realidade já causa metástase até mesmo na Petrobras, que é vítima da atual direção. A propaganda da estatal contra governadores sobre os preços dos combustíveis resume essa fase.

A petrolífera veiculou propaganda da Globo e demais emissoras de televisão para jurar que o ICMS, imposto estadual, é a causa principal dos aumentos nos preços da gasolina, do diesel, do gás de cozinha, do etanol, dentre outros derivados do petróleo.

Na propaganda, a Petrobras afirma que só se responsabiliza por R$ 2,33 por litro de gasolina na bomba. O resto, segundo a peça publicitária, é coisa ou do governo federal [sic] ou dos governos estaduais [ICMS].

Em 2016, na época do governo “Fora Temer” a companhia implantou a política de preços paritários de importação (PPI), que implica no reajuste de preços de combustíveis. Esse sistema consiste em aumentos praticados pela Petrobras de acordo com a variação do dólar e a cotação internacional do petróleo. Em suma, os consumidores brasileiros pagam em moeda americana enquanto recebe em real pelo seu trabalho ou serviço.

Antes desse período, o ICMS e os demais tributos federais eram praticamente os mesmos e os preços eram infinitamente mais baratos.

Preço dos combustíveis no final de 2016:

  • Gasolina R$ 3,85 o litro
  • Etanol R$ 3,21 o litro
  • Diesel R$ 3,18 o litro
  • Gás de cozinha R$ 50 botijão de 13 kg

O discurso da Petrobras reproduz as falas mentirosas do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que, recentemente, disse apoiar o congelamento do valor do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado nas vendas de combustíveis por 90 dias –como se fosse o real motivo dos preços abusivos para os consumidores.

A propaganda da Petrobras é uma fake news porque protege os acionistas e os especuladores enquanto continua metendo ferro nos consumidores brasileiros.

O litro da gasolina comum é vendido por R$ 7 nos postos de Curitiba, por exemplo, enquanto a premium custa até R$ 9.

O botijão de gás de 13 kg é vendido até por R$ 135.

Assista à fake news da Petrobras

Leia também

Ciro Gomes anuncia filme sobre picaretagem na Petrobras que é dirigida por um general [vídeo]

Resultado do roubo na Petrobras: R$ 32 bilhões para acionistas somente em 2021

URGENTE: manifestantes convocam “Fora Temer” nesta quarta-feira em Araucária (PR)