Gleisi Hoffmann aponta resultado do roubo na Petrobras: R$ 32 bilhões para acionistas somente em 2021

Resultado do roubo na Petrobras: R$ 32 bilhões para acionistas somente em 2021

Os combustíveis está caro, a gasolina, diesel, gás de cozinha e o etanol subiram demais no governo Jair Bolsonaro? Olhe quem está “ganhando” [roubando] na outra ponta: os acionistas e especuladores por meio dos fundos abutres.

A Petrobras, dirigida por um general, aprovou nesta quinta-feira (28/10) o pagamento de nova antecipação da remuneração aos acionistas relativa ao exercício de 2021, cerca de 32 bilhões de reais.

Enquanto você rala para colocar uma gasolina a R$ 7 o litro e comprar um botijão de gás de 13 kg por até 135 reais, eis para onde vai o resultado do roubo.

Lembre-se da Lava Jato, do juiz Sergio Moro, que se jactava da suposta recuperação de R$ 4,3 bilhões durante os sete anos da força-tarefa de Curitiba. Em apenas um ano, em 2021, os sócios privados abocanharam dez vezes mais em cima do couro dos trabalhadores.

A política de preços paritários de importação (PPI), que impacta o constante reajuste de preços de combustíveis e do gás de cozinha, foi adota a partir de 2016 após o governo que derrubou Dilma Rousseff e o PT. Esse sistema consiste em aumentos praticados pela Petrobras de acordo com a variação do dólar e a cotação internacional do petróleo. Em suma, os consumidores brasileiros pagam em moeda americana enquanto recebe em real pelo seu trabalho ou serviço.

Esses R$ 32 bilhões de dividendos serão pagos aos acionistas no mês de dezembro próximo, conforme decisão da estatal petrolífera no começo de agosto.

“Inacreditável isso. Roubo, corrupção, crime contra o povo brasileiro que paga o combustível mais caro para um país autossuficiente em petróleo. Bandidos”, criticou a presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Na cadeia do “roubo” contra os brasileiros, em que a Petrobras também é vítima, há ainda o valor do refino do petróleo brasileiro no exterior para ulterior importação de combustíveis. Esse procedimento de refino do petróleo bruto, extraído em território nacional, poder-se-ia ser refinado pela própria Petrobras, no entanto, Bolsonaro optou pelo fechamento [desinvestimento] com a venda dessas unidades no país.

Hoje, o Brasil é dependente do petróleo externo –em dólar– apesar de ser um dos maiores produtores do mundo.

Durma com uma roubalheira dessa, se for capaz.

Leia também

General Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, fugiu de manifestação no Paraná

Em busca de trégua com a velha mídia, Bolsonaro sinaliza com a privatização da Petrobras

Venezuela tem a gasolina mais barata do mundo

Bolsonaro e Guedes produziram mais de 2 Venezuelas de pobres e famintos no Brasil