PEC do Calote: Aliel Machado (PSB) votou com Bolsonaro, a pedido de Ratinho Junior

PEC do Calote: Aliel Machado (PSB) votou com Bolsonaro, a pedido de Ratinho Junior

A pedido do governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), o deputado federal Aliel Machado (PSB-PR) votou com o governo do presidente Jair Bolsonaro na PEC do Calote, a PEC 23/21, que versa sobre o calote no pagamento de precatórios.

Precatórios são dívidas do governo com sentença judicial definitiva, podendo ser em relação a questões tributárias, salariais ou qualquer outra causa em que o poder público seja o derrotado.

Justiça seja feita: além de Aliel, no PSB houve outros parlamentares que acompanharam a orientação do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR); o deputado Luciano Ducci (PSB-PR) também dançou a música tocada pelo governador do estado.

A bancada do PDT também titubeou e abraçou o presidente da República no plenário da Câmara, o que mereceu o lamento e a crítica de Fernando Haddad (PT): ‘o partido de Ciro Gomes deu cheque de R$ 90 bilhões para a reeleição de Bolsonaro”.

O jogo foi bruto durante a madrugada de hoje com os governistas ameaçando não pagar as emendas parlamentares propositivas (obrigatórias), dentre outras não republicanas, por isso ficou “irresistível” para os parlamentares socialistas –que acabaram acompanhando Bolsonaro.

“Estes tristes parlamentares não votaram com Bolsonaro, pior, votaram a favor da liberação de suas emendas. Pequenos, medíocres, alienados e inúteis. Pobre Brasil!”, reagiu o ex-senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do Paraná.

Veja como votaram os deputados do Paraná no PEC do Calote:

  • Aliel Machado (PSB-PR) -votou Sim
  • Aline Sleutjes (PSL-PR) -votou Sim
  • Aroldo Martins (Republican-PR) -votou Sim
  • Christiane Yared (PL-PR) -votou Sim
  • Diego Garcia (Podemos-PR) -votou Não
  • Enio Verri (PT-PR) -votou Não
  • FelipeFrancischini (PSL-PR) -votou Sim
  • Filipe Barros (PSL-PR) -votou Sim
  • Giacobo (PL-PR) -votou Sim
  • Gleisi Hoffmann (PT-PR) -votou Não
  • Gustavo Fruet (PDT-PR) -votou Não
  • HermesParcianello (MDB-PR) -votou Não
  • Leandre (PV-PR) -votou Sim
  • Luciano Ducci (PSB-PR) -votou Sim
  • Luisa Canziani (PTB-PR) -votou Sim
  • Luiz Nishimori (PL-PR) -votou Sim
  • Luizão Goulart (Republican-PR) -votou Sim
  • Osmar Serraglio (PP-PR) -votou Sim
  • Paulo Martins (PSC-PR) -votou Não
  • Pedro Lupion (DEM-PR) -votou Sim
  • Ricardo Barros (PP-PR) -votou Sim
  • Roman (Patriota-PR) -votou Sim
  • Rossoni (PSDB-PR) -votou Sim
  • Rubens Bueno (Cidadania-PR) -votou Não
  • Sargento Fahur (PSD-PR) -votou Sim
  • Sergio Souza (MDB-PR)
  • Stephanes Junior (PSD-PR) -votou Sim
  • ToninhoWandscheer (PROS-PR) -votou Sim
  • Vermelho (PSD-PR) -votou Sim
  • Zeca Dirceu (PT-PR) -votou Não
Ratinho Junior e Aliel Machado podem fazer "sanduíche" na garupa da motociata de Jair Bolsonaro no sábado (06/11) em Ponta Grossa (PR). Foto: Arnaldo Alves / AEN.
Ratinho Junior e Aliel Machado podem fazer “sanduíche” na garupa da motociata de Jair Bolsonaro no sábado (06/11) em Ponta Grossa (PR). Foto: Arnaldo Alves / AEN.

O texto-base da PEC do Calote foi aprovado por um triz. A proposta obteve 312 votos contra 144 e para concluir a votação da matéria em 1º turno os deputados precisam analisar os destaques apresentados pelos partidos na tentativa de mudar trechos da proposta. Não há ainda data definida para essa sessão.

A PEC dos Precatórios (Proposta de Emenda à Constituição 23/21, do Poder Executivo), aprovada nesta quinta, limita o valor de despesas anuais com precatórios, corrige seus valores exclusivamente pela Taxa Selic e muda a forma de calcular o teto de gastos.

Voltemos a Ratinho Junior.

O governador do Paraná é aliado de primeira hora do presidente Jair Bolsonaro. O filho do apresentador do SBT, inclusive, já jurou apoio na reeleição de 2022 –custe o que custar, haja o que houver.

A prova dos nove tanto para Ratinho Junior quanto para o deputado Aliel Machado dar-se-á no sábado, dia 6 de novembro, quando Bolsonaro desembarcará no município de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, que é base eleitoral do parlamentar socialista.

Ratinho convidou Aliel para subir no palanque e dar uma volta na garupa de Bolsonaro, que realizará uma moticiata na cidade.

No Paraná, hoje, o PSB torce pela reeleição de Ratinho Junior.

A oposição a Bolsonaro-Ratinho-Aliel, em Ponta Grossa, afirma que haverá um “sanduíche” na garupa do presidente durante o passeio de motocicleta.

E depois ficam criticam o super-homem gay? Crendiospai!