marcelo queiroga ministro da saude

Ministro da Saúde disse ser contra quebra de patente da vacina

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em seu depoimento na CPI da Covid, disse na tarde desta quinta (6/5) que é contra a quebra de patente das vacinas.

Segundo o ministro, a quebra de patente de vacinas pode prejudicar o programa de imunização.

Para o ministro, o Brasil não conseguiria produzir vacinas da Pfizer e da Janssen, das quais depende.

Ou seja, Queiroga parte do pressuposto que somos um país de derrotados.

Leia também

O dramaturgo e jornalista Nelson Rodrigues chamaria isso de complexo de vira-lata do ministro da Saúde, que reproduz o pensamento medíocre do presidente Jair Bolsonaro.

Esta semana, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que poderá aderir à quebra da propriedade intelectual das vacinas e transformar seus insumos um bem humano.

Os esforços pela flexibilização das patentes são liderados pela Índia e África do Sul, mas, com adesão dos EUA, ganha uma força fantática.

Acompanhe ao vivo a sessão da CPI da Covid