Bolsonaro e Cida Borghetti

Cida Borghetti, mulher do líder do governo, candidata de Bolsonaro no Paraná

A ex-governadora Cida Borghetti (PP), mulher do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), irá disputar o Palácio do Iguaçu –sede do governo estadual– para garantir no Paraná palanque à reeleição do presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro vê o atual governador Ratinho Junior (PSD) como carta fora de seu baralho, isto é, de seu palanque na reeleição, porque o PSD já definiu que subirá na garupa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Não é à toa que o governo federal entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o Paraná.

O presidente nacional do PSD, Gilberto kassab, é conhecido no mundo político pela “fidelidade” de sua bancada. Nos governos Lula e Dilma, por exemplo, os deputados do PSD eram mais fiéis ao Palácio do Planalto que os petistas.

Pois bem, quem não tem Ratinho caça com Cida.

O presidente Jair Bolsonaro foi convencido de que a mulher de seu líder no Câmara poderá lhe fornecer o palanque e os votos necessários no Paraná.

Leia também

Segundo pesquisa feita por Ricardo Barros, que circula nos meios políticos, Bolsonaro ainda lidera no Paraná e o governador Ratinho Junior está praticamente empatado com Roberto Requião (MDB). O filho do apresentador Ratinho, do SBT, corre o risco de nem ir para o segundo turno –de acordo com a sondagem bolsonarista.

Uma candidatura de Cida Borghetti, recentemente nomeada para a Itaipu Binacional, além de ajudar Bolsonaro, também facilita muito a estratégia de Requião voltar ao governo do Paraná pela quarta vez.

“Quando me elegi prefeito de Curitiba, nossa equipe de comunicação era pequena: Fábio Campana, Manaoos Aristides, Cida Borghetti“, recordou o emedebista neste fim de semana. “Fábio hoje internado com covid. Torcemos por sua recuperação”, emendou.

A relação entre Requião e Cida Borghetti funciona desde 1980, qual seja, há 40 anos.

No Palácio Iguaçu, os mais céticos [e os mais cínicos também], sugerem que Ratinho não concorra à reeleição. Ele teria de renunciar o cargo seis meses antes para disputar o Senado.

Cida Borghetti é o fato novo na política do Paraná.

Sobre Cida Borguethi

A ex-governadora Cida Borghetti foi deputada estadual por dois mandatos (2003/2010) e deputada federal (2011/2014). Ela chefiou o Escritório de Representação do Paraná em Brasília (governo Jaime Lerner).

Cida, assim como seu marido Ricardo Barros, tem a base eleitoral na região de Maringá, Noroeste do Paraná.