Notícias ao vivo da Covid: Brasil registra 1.910 mortes em 24h e atinge novo recorde

O Ministério da Saúde registrou nesta quarta-feira (3) mais 1.910 mortes por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia. O recorde anterior era desta terça (2), quando 1.641 vítimas entraram no obituário.

Ao todo, 259.271 brasileiros perderam a vida para a doença causada pelo novo coronavírus. Este é o 42º dia em que a média móvel de mortes está acima de mil, a sequência mais longa até o momento.

Mais 71.704 casos foram confirmados, totalizando 10.718.630.

LEIA TAMBÉM
Governadores do Maranhão e da Bahia vão ao STF contra as fake news de Bolsonaro

Ao vivo: Senado vota auxílio emergencial

Efeito Bolsonaro puxa País para o fundo do poço; PIB caiu 4,1% e Brasil desaba para 14º no ranking das economias

Haddad denuncia no Le Monde: ‘Bolsonaro sabota a luta do Brasil contra a Covid-19’

Os especialistas têm dito que é a pior fase da pandemia no país, nove capitais do país têm mais de 90% dos leitos de UTI ocupados. Porto Alegre e Porto Velho já ultrapassam 100% de ocupação.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou hoje que vai fechar todo o comércio não-essencial por duas semanas e o antecipar o início do “toque de restrição”, das 20h às 5h.

O Ministério da Saúde garantiu que irá comprar “todas as vacinas disponíveis” dos laboratórios Pfizer e Janssen. De acordo com a pasta, o número de doses vai depender da disponibilidade das farmacêuticas.

“1.910 mortes de brasileiros em um único dia. Impossível não se emocionar. Impossível não sofrer. Impossível não chorar pensando nas famílias e partilhando a mesma dor”, lamentou o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

O governador do São Paulo, João Doria, disse que “estamos vivendo um momento muito difícil e que exige medidas mais duras para salvar vidas”. “Que Deus proteja SP e o Brasil”, completou..

Com informações da CNN