Efeito Bolsonaro puxa País para o fundo do poço; PIB caiu 4,1% e Brasil desaba para 14º no ranking das economias

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro dos bancos, Paulo Guedes, estão puxando a economia para o fundo do poço como jamais foi visto antes. O PIB do Brasil despencou 4,1% em 2020, segundo números divulgados nesta quarta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Numa rápida conta, o pior PIB desde 1996 projeta que a economia brasileira caiu para 14ª no ranking mundial devido o ‘Efeito Bolsonaro’. A marcha ré promovida pelo governo Jair Bolsonoro equivale a um quarto de século.

O Brasil havia entrado para o grupo das dez maiores economias mundiais em 2006, mas caiu para a 12ª posição em 2020, depois de 14 anos. Em 2019, o país ocupava o 9º lugar, mas no ano passado projeta-se a vergonhosa 14ª posição.

A queda do PIB per capita (por habitante) em 2020 foi de R$ 35.172, com tombo de 4,8% – a maior já registrada em 25 anos.

Os principais setores que derrubaram o PIB foram serviços (-4,5%), Consumo das famílias (-5.5%), Construção civil (-7%) e Indústria (-3,5%).

Pensando bem, nem a compra de R$ 120 mil em viagra levanta o pibinho de Paulo Guedes e Bolsonaro.