Sem consenso, PT adia para janeiro decisão sobre apoio na eleição da Câmara

Compartilhe agora

Dividido, o PT decidiu adiar para 4 de janeiro a decisão sobre apoio à candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) para a presidência da Câmara dos Deputados. Em reunião nesta terça-feira (29/12), a bancada do partido na Câmara ponderou que é preciso maior firmeza do emedebista em relação aos anseios da oposição.

Balia Rossi tem o aval do atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) e tem como principal adversário o deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato do presidente Jair Bolsonaro, a quem o PT já descartou o apoio.

Os petistas ainda cogitam candidatura própria. Eles têm no passado o principal argumento para evitar o apoio ao emedebista. Além de ter apoiado o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, o candidato é do partido que abriu o processo contra a correligionária.

Além disso, o PT tenta desfazer a tese de que uma eventual união de partidos de esquerda para eleição da Câmara possa significar a formação de um bloco para as eleições presidenciais de 2022. A ideia foi fomentada recentemente por Maia em entrevista à Folha.

Leia mais no site Metrópoles, parceiro do Blog do Esmael.