Alexandre de Moraes, do STF, manda prender jornalista bolsonarista

O ministro Alexandre de Moraes, Supremo Tribunal Federal (STF), mandou nesta sexta-feira (18) o jornalista bolsonarista Oswaldo Eustáquio de volta à prisão.

Moraes determinou que o bolsonarista cumpra a prisão preventiva, pois, segundo o ministro do STF, Eustáquio vem desobedecendo s medidas alternativas à prisão impostas anteriormente.

O jornalista bolsonarista estava em prisão domiciliar, mas, de acordo com o ministro, Oswaldo Eustáquio descumpriu as restrições impostas pelo STF ao se deslocar até o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O magistrado soube da violação das restrições porque o jornalista, apoiador do presidente Jair Bolsonaro, usa tornozeleira eletrônica, que acusou a movimentação vetada.

O ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news no Supremo, decretou a prisão de Eustáquio pela primeira vez em 26 de junho. Em 5 de julho, Moraes liberou o blogueiro, mas impôs uma série de restrições.

Na ordem de soltura de Eustáquio, Moraes impôs restrições como proibição de frequentar redes sociais e de se encontrar com a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), o jornalista Allan dos Santos, e outros militares bolsonaristas também investigados pelo STF.

A proibição também é de locomoção, pois o jornalista bolsonarista não poderia deixar o Distrito Federal sem autorização judicial muito menos participar de manifestações ofensivas às instituições ou às autoridades.

Alexandre de Moraes havia estabelecido ainda distância mínima de 1 km da praça dos Três Poderes e das casas dos ministros do Supremo Tribunal Federal, em Brasília.

Tempos estranhos.

Oswaldo Eustáquio é preso novamente em Brasília

Glenn Greenwald comenta a prisão de blogueiro bolsonarista; confira

Maia arrega para Bolsonaro e desiste de votar o auxílio emergencial