Com medo de perder a boquinha, ministro do Meio Ambiente pede desculpa a general Luiz Eduardo Ramos

Compartilhe agora

Passarinho que come pedra sabe o c* que tem. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, ficou com medo de perder a boquinha e pediu desculpas para o general Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo.

Na quinta-feira (22), Salles afirmou que Ramos, responsável pela articulação política do governo, deveria parar de adotar uma postura de “maria fofoca”.

“Ministro Luiz Ramos, não estiquei a corda com ninguém. Tenho enorme respeito e apreço pela instituição militar. Atuo da forma que entendo correto. Chega dessa postura de #mariafofoca”, escreveu Salles em rede social.

O presidente Jair Bolsonaro não interveio no bate-boca, mas escalou seu novo bate-pau, o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Maia, contado para um ministério a partir de fevereiro, criticou o titular da devastação ambiental.

“O ministro Ricardo Salles, não satisfeito em destruir o meio ambiente do Brasil, agora resolveu destruir o próprio governo”, disparou Rodrigo Maia.

Neste domingo (25), o ministro Meio Ambiente, isolado politicamente, afrouxou a tanga.

“Conversei com o ministro Ramos, apresentei minhas desculpas pelo excesso e colocamos um ponto final nisso. Estamos juntos no governo, pelo Pres. Bolsonaro e pelo Brasil. Bom domingo a todos”, anotou no Twitter.

O general ofendido, que é ministro da Secretaria de Governo, aceitou o pedido de desculpas de Salles.

“Uma boa conversa apazigua as diferenças. Intrigas não resolvem nada, muito menos quando envolvem questões relacionadas ao País. Eu e o Ricardo Salles prosseguimos juntos em nome do nosso Presidente Jair Bolsonaro e em prol do Brasil”, disse Luiz Eduardo Ramos.

O que impacta para os brasileiros se os ministros Salles e Ramos estão brigados ou estão de bem? Absolutamente nada, caro leitor.

Quando eles se acertam é porque vem mais fumo no povo.

Leia mais sobre os bastidores de Brasília

Bolsonaro veta a vacina mas libera dez agrotóxicos da China

Rodrigo Maia está com pinta de quem será ministro do governo Bolsonaro

Rodrigo Maia esculacha ministro da devastação do Meio Ambiente, Ricardo Salles

Lula desce a borduna em ‘fingimento’ da Globo e de Maia

Rodrigo Maia ‘afina’ e pede desculpas para Paulo Guedes