Em nota, PT lamenta a morte de ex-deputado José Mentor por Covid-19

Publicado em 25 julho, 2020

O Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou nota neste sábado (25) em que lamenta a morte do ex-deputado federal e fundador do partido José Mentor por Covid-19.

“O Partido dos Trabalhadores lamenta informar a morte do advogado José Mentor, vítima de Covid-19. É com imenso pesar que recebemos a notícia. Aos 71 anos, Mentor estava internado no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, há mais de uma semana. Ele faleceu na madrugada deste sábado, 25 de julho”, diz um trecho da nota.

.

Leia a íntegra da nota:

José Mentor, presente!

PT lamenta a morte do advogado José Mentor, ex-deputado federal e um dos fundadores da legenda, que dedicou toda sua atuação à defesa dos trabalhadores e do povo brasileiro. Em nota, partido condena o esforço da mídia em manchar a honra e a memória do ex-parlamentar

.

O Partido dos Trabalhadores lamenta informar a morte do advogado José Mentor, vítima de Covid-19. É com imenso pesar que recebemos a notícia. Aos 71 anos, Mentor estava internado no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, há mais de uma semana. Ele faleceu na madrugada deste sábado, 25 de julho.

Ex-deputado federal, Mentor foi um dos fundadores do PT e dedicou toda sua vida pública e profissional à defesa dos direitos dos trabalhadores e do povo brasileiro. Foi um parlamentar atuante e combativo ao longo de quase 30 anos na Câmara de Vereadores de São Paulo, na Assembléia Legislativa de São Paulo e na Câmara dos Deputados, em Brasília.

LEIA TAMBÉM:

.

EUA: Senado aprova projeto que retira nome de confederados de bases militares

Não faça pedido pelo App pois ‘hoje é dia de breque’, avisam os entregadores

Bolsonaro diz que está curado da Covid-19

.

Neste momento de dor, o PT vem a público repudiar o esforço de parte da mídia de transformar a morte de Mentor em mais uma oportunidade para a prática de assassinato de reputação. Denunciado, injustamente, o advogado jamais foi condenado pela Justiça. Ele chegou a ser investigado pela Lava Jato mas, em 2018, a denúncia foi arquivada.

Ao contrário do que apregoa parte da imprensa, assim como qualquer cidadão, Mentor, mesmo morto, tem o direito à presunção de inocência. Ele não foi condenado. E, mesmo se fosse, vale lembrar que, no Direito, qualquer pena é extinta com a morte de quem é acusado. A imprensa não é tribunal. A Justiça e a verdade prevalecerão, mesmo para desgosto de parte do establishment e da mídia.

José Mentor, presente!

.

Gleisi Hoffmann
Presidenta nacional do PT