#Edaí? Redes sociais e velha mídia reagem ao descaso de Bolsonaro com mortes

Bolsonaro mostrou o nível da sua falta de empatia e irresponsabilidade quando questionado sobre o Brasil ultrapassar a China na quantidade de mortos por coronavírus.

‘E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre”’, disse ríspido nesta terça-feira (28). Assista:

O número de mortes confirmadas pelo coronavírus ultrapassou a marca dos 5 mil, chegando a 5.017. Na China, são 4.643. O Brasil registrou nas últimas 24 horas mais mortes que Itália, França e Espanha.

Para o leitor ter uma noção da proporção de mortes no Brasil, que tem 210 milhões de habitantes, a China é um país sete vezes mais populoso. Tem 1,5 bilhão de pessoas. Foi o epicentro da doença.

A resposta absurda do presidente desencadeou uma série de reações. Os jornais Extra e Estados de Minas deram destaque ao descaso de Bolsonaro na primeira página. Confira:

Uma série de memes circulam nas redes sociais extravasando a indignação dos internautas: 

No Twitter a hashtag #Edaí? está entre as 10 mais comentadas do país.

LEIA TAMBÉM
Coronavírus: Ministro da Saúde vê ‘agravamento da situação’, mas não adota medidas

Moro x Bolsonaro: análise de pesquisas; assista ao vivo

Pandemia aumentará fome e pobreza na América Latina, alerta FAO

Lula: ‘Falta respeito de Bolsonaro com as vítimas do coronavírus’

Em entrevista à rádio Tupi na manhã desta quarta-feira (29), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) demonstra falta de respeito e solidariedade com vítimas e familiares do novo coronavírus e já cometeu “muitos crimes e ilegalidades” no mandato.

“Ontem, quando ele diz ‘me chamo Messias, mas não faço milagre, e daí que morreu não se quantas pessoas?’ essa falta de respeito e solidariedade às vítimas de coronavírus e familiares é que mostra que efetivamente o Brasil precisa pensar como vai sair dessa encalacrada que nos metemos no país”, disse Lula.

“Por isso acho que nós não temos outro jeito se não tentar discutir a própria mudança do governo porque o que eles têm feito na economia, na área da saúde? Vi o pronunciamento do ministro da saúde e a impressão é que ele não entende nada de saúde. É um empresário da área, trata de fundo de investimento da saúde”, continuou.

“Sou a favor se provar que é crime de responsabilidade, se está na Constituição. Com a Dilma inventaram uma mentira de pedaladas. Bolsonaro cometeu muitos crimes, muitas ilegalidades. Se o presidente da Câmara quiser colocar em votação o impeachment, serei totalmente favorável”, completou.

LEIA TAMBÉM:
Lula e PT voltaram ao cenário com briga Bolsonaro x Moro, diz presidente da Paraná Pesquisas

Bolsonaro sobre seus testes de coronavírus: ‘Quero mostrar que eu tenho o direito de não mostrar’

Põe na conta do coronavírus

Na entrevista, Lula voltou a fazer críticas ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro.

“Nós não merecemos isso, povo não merece isso. 2018 foi um ano nefasto para a sociedade brasileira e o seu Moro, que fica posando de santo, é um dos responsáveis, por que foi o seu Moro que criou o Bolsonaro, não foi Bolsonaro que criou ele. Então essa desgraça que nós estamos vivendo hoje se deve a responsabilidade dessa gente que eu acabei de falar agora”, disse.

Assista ao vídeo da entrevista: