Militares da reserva vão atuar no INSS para reduzir a fila de 2 milhões de benefícios

Publicado em 14 janeiro, 2020
Compartilhe agora!

O secretário da Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, anunciou nesta terça-feira (14) que 7 mil militares da reserva vão reforçar o atendimento no INSS.

A decisão veio para tentar diminuir a fila de quase 2 milhões de pedidos de aposentadorias e de benefícios. Desde a reforma da Previdência no ano passado, nenhuma aposentadoria foi concedida pois os computadores não estão preparados para realizar os cálculos necessários.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro ‘pedalou’ com verbas da previdência para pagar 13° do Bolsa Família

Envergonhado, Bolsonaro aumenta mais R$ 6 no salário mínimo

Moro cogita desistir do Roda Viva, se Intercept participar de entrevista

Lula será entrevistado pela TVT nesta quarta-feira

Com a convocação dos militares, o governo deve gastar cerca de R$ 14,5 milhões por mês. Mesmo assim, a filha não deve ser zerada, uma vez que quase um milhão de novos pedidos de aposentadoria são protocolados todos os meses.

Com informações do G1.

Compartilhe agora!