Moro cogita desistir do Roda Viva, se Intercept participar de entrevista

Publicado em 14 janeiro, 2020
Compartilhe agora!

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, estuda desistir da participação no programa Roda Viva, na próxima segunda-feira (20), se algum jornalista do site The Intercept Brasil estiver na bancada de entrevistadores.

O ex-juiz da Lava Jato fez chegar o recado à direção da TV Cultura, após internautas subirem hoje (14) a hashtag #InterceptNoRodaViva para a entrevista da semana que vem.

O jornalista Glenn Greenwald, fundador do Intercept no Brasil, já se candidatou para entrevistar Moro no Roda Viva.

“É muito óbvio que convidar um jornalista do Intercept para participar da entrevista de Sergio Moro explodiria a audiência desse programa”, escreveu Glenn.

Para o jornalista americano, mais escandaloso que a ausência de alguém do site no programa, seria o próprio ministro da Justiça escalar os entrevistadores. “A única razão para não fazer isso é o medo de Moro”, cravou.

LEIA TAMBÉM
Internautas pedem #InterceptNoRodaViva para a entrevista de Sérgio Moro

Lula será entrevistado pela TVT nesta quarta-feira

Bolsonaro jura que não pensou demitir Moro

Embora estude afrouxar a tanga, qual seja, fugir da entrevista, Moro ainda não se manifestou publicamente sobre a possibilidade da participação do Intercept na bancada de entrevistadores.

O Intercept Brasil é o responsável pela série de reportagens da Vaza Jato, desde 9 de junho, que denunciam o conluio do então juiz da Lava Jato, Sérgio Moro, com procuradores da força-tarefa Lava Jato com o intuito de tornar impossível a defesa dos réus, dentre os quais o ex-presidente Lula.

Além disso, Glenn Greenwald e sua equipe de jornalistas têm denunciando o ministro da Justiça de “corrupção” quando era o titular da 13ª Vara Federal de Curitiba. É nesse contexto que as redes sociais pedem o Intercept na entrevista de Moro.

Compartilhe agora!