bolsonaro globo record

Bolsonaro será investigado pelo TCU por farra na publicidade

O Tribunal de Contas da União (TCU) irá investigar a prestação de contas anual do presidente Bolsonaro no que tange à distribuição dos recursos de publicidade.

Relatórios do TCU mostram, por exemplo, que a emissora Record teve aumento de verbas publicitárias vindas do governo e a Globo passou a receber menos. Essa diferença coincide com o apoio e as críticas que cada emissora faz ao governo.

O chefe da Secretaria de Comunicação (Secom), Fabio Wajngarten, também está sendo investigado por suspeita de irregularidades e de privilegiar determinadas emissoras.

LEIA TAMBÉM
MPF pede que chefe da Secom de Bolsonaro seja investigado por corrupção

Bolsonaro volta a atacar a imprensa e diz que mantém chefe da Secom

Chefe da Comunicação de Bolsonaro se enrola cada vez mais

Essa é a primeira vez que Bolsonaro é diretamente envolvido ao caso. O TCU está analisando se o presidente teria alguma responsabilidade nos gastos feitos com recursos públicos nas emissoras que teriam sido privilegiadas.

Todos sabem que as emissoras que mais recebem são as mais afáveis e apoiam as medidas do governo.

Com informações da coluna de Mônica Bergamo na Folha de São Paulo.