Globo tem histórico de derrubar presidentes; te cuida, “Seu Jair”

Publicado em 3 novembro, 2019
Compartilhe agora!

No pós-ditadura, regime que apoiou, a Rede Globo se esmerou na derruba de presidentes da República. Esta é a fama da emissora dos Marinho cultiva até hoje.

A TV Globo jacta-se por ter sido a protagonista do impeachment do ex-presidente Collor de Mello, em 1992, embora haja controvérsia sobre essa força diabólica.

A queda de Fernando Collor de Mello, há 27 anos, se deu mais pelo radicalismo neoliberal, confisco de poupança, e insatisfação com a economia do que pelas palavras e bruxarias da Globo.

Enfim…

Em 2016, novamente, a Globo é apontada como uma das principais responsáveis pelo golpe de Estado que tirou Dilma Rousseff do Palácio do Planalto.

A emissora jogou fechado com a Lava Jato ao vazar ilegalmente conversas seletivas e editadas de Dilma e do ex-presidente Lula.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro diz que Witzel manipulou apuração do caso Marielle

Bolsonaro e Moro usam tática de propaganda da Lava Jato para projeto anticrime

Constrangido, STF vai libertar Lula esta semana

Na época, a TV Globo divulgou, condenou e executou sentenças –a partir dos releases da Lava Jato– em nome da ética e do inimigo de classe em comum, o PT.

Agora a Rede Globo volta à encruzilhada contra mais um presidente da República, Jair Bolsonaro, que se mostra mais casca grossa dos demais que o antecederam.

“Seu Jair” terá de tomar cuidado porque quem cochilar primeiro, dança.

Neste sábado (2), após comprar uma moto nos arredores de Brasília, “Seu Jair” avisou à Globo que não renovará a concessão televisiva.

Por sua vez, a TV Globo fez chegar aos ouvidos de Bolsonaro que tem “a mãe de todas as bombas” pronta para detonar contra ele e seus filhos.

Moral da história: a temperatura vai se elevar nas próximas horas; é aguardar e conferir.

Compartilhe agora!