Bolsonaro e Moro usam tática de propaganda da Lava Jato para projeto anticrime

Publicado em 3 novembro, 2019
Compartilhe agora!

Certa feita o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou que a força-tarefa Lava Jato, antes de tudo, era uma agência de propaganda que nada entendia de judiciário e de direito.

Pois bem, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, lançaram dessa tática lavajatista para promover o fascista projeto anticrime em tramitação no Congresso Nacional.

O objetivo de Bolsonaro e Moro é constranger os parlamentares para que aprovem as medidas contrárias a direitos e garantias fundamentais dos indivíduos e, consequentemente, superlotem ainda mais cadeias e penitenciárias brasileiras.

No Twitter, tanto Moro quanto Bolsonaro mostram supostas iniciativas de populares em favor das medidas fascistas.

LEIA TAMBÉM
Memes do Enem #showdosatrasados2019 escondem as trapalhadas de Bolsonaro na Educação

Enem tem início neste domingo com mais de 5 milhões candidatos

Constrangido, STF vai libertar Lula esta semana

Imagine o leitor que o cidadão de bem acorda no domingo e diz ‘não tenho nada para fazer, vou fixar e pagar um outdoor, um painel, em favor de Moro e Bolsonaro’. Não existe essa possibilidade.

A tática de propaganda em prol do projeto anticrime é a mesma utilizada pelo procurador Deltan Dallagnol, via MUDE, que funcionava dentro de sua igreja em Curitiba.

Compartilhe agora!