Abertura da delação de Palocci foi ilegal, afirma GGN

A liberação de um trecho da delação do ex-ministro Antonio Palocci pelo juiz federal Sérgio Moro contrariou determinações do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), e também o acordo de delação assinado pela Polícia Federal. Portanto, o juiz Sergio Moro teria agido de maneira ilegal.

A denúncia foi feita pelo Portal GGN, do jornalista Luiz Naciff.

LEIA TAMBÉM: Moro apela à fake news para modificar resultado das urnas

Além de Moro ter divulgado de maneira ilegal a delação, Palocci não apresentou nenhum prova do que disse .

O próprio juiz afirmou que não utilizará a delação na ação penal contra Lula, o que reforça o objetivo político do levantamento do sigilo na boca da urna.

O GGN expôs, ponto a ponto, como a abertura do sigilo de Palocci pelo magistrado de Curitiba desobedeceu o que foi imposto pelo TRF-4 e pelo próprio acordo entre Polícia Federal e Palocci.

Com informações do GGN.