2ª Turma do STF pede à PGR que investigue vídeo com ofensas e ameaças a ministros


A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça feira (23) pedir à Procuradoria Geral da República (PGR) para que investigue o autor de um vídeo com ofensas e ameaças aos membros da Corte. O requerimento foi aprovado por 5 votos a 0.

O autor do vídeo, que se diz coronel do Exército, chamou o STF de tribunal de “canalhas” e “vagabundos”, e disse que não aceita um resultado que não seja a vitória de Jair Bolsonaro (PSL).

O homem também xingou a ministra Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de “salafrária, corrupta e incompetente” e ameaçou derrubar os ministros caso aceitem a denúncia contra Bolsonaro por uso de caixa 2 nesta eleição.

Dirigindo-se à ministra Rosa Weber, ele diz: “Se você aceitar essa denúncia ridícula e tentar tirar Bolsonaro, nós vamos derrubar vocês aí, sim, porque aí acabou”.

Comentários encerrados.