Porto de Paranaguá para com greve dos caminhoneiros

A greve dos caminhoneiros iniciada na segunda-feira (21) está afetando muito mais do que o abastecimento de combustíveis e alimentos nas grandes cidades. O movimento travou boa parte das exportações brasileiras através dos portos. Segundo a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) mais de 180 mil toneladas deixaram de ser embarcadas em Paranaguá nos últimos dias.

Cerca 2 mil caminhões passam diariamente pelo Porto, mas essa movimentação cessou com o bloqueio da BR-277. O Porto de Paranaguá é o maior porto graneleiro da América Latina.

As movimentações de cargas só prosseguem de forma residual e para os desembarques, mas essa operação também deve parar quando os armazéns ficarem cheios.