A lava jato virou um partido político

A lava jato virou um partido político, registra nesta quarta (2) o site Poder360, do jornalista Fernando Rodrigues. Segundo a publicação, a popularidade da força-tarefa estimula policiais federais a disputarem um cargo na eleição deste ano.

Para o leitor do Blog do Esmael, a transformação da caçada petista em energia eleitoral não é nenhuma novidade. Em setembro de 2017, este site publicou uma matéria neste sentido.

De acordo com o levantamento do Poder360, 33 agentes da Polícia Federal já confirmaram suas pré-candidaturas. 21 tentarão se eleger pela 1ª vez e 7 buscarão mudar de cargo. Outros 5 tentarão a reeleição.

LEIA TAMBÉM
Lava jato é só marketing

Ainda segundo o Poder360, os pré-candidatos da corporação estão distribuídos em 17 partidos. O PSL (Partido Social Liberal), do pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (RJ), é o que tem o maior número de policiais federais filiados: 7 no total.

Embora esteja aposentado, o ex-agente da Polícia Federal Newton Ishii, o Japonês da Federal, filiou-se ao PEN (Patriota 51). Ele ainda não confirma se disputará em outubro, mas, pelo marketing dos últimos dias, muito provavelmente ele tente uma vaga na Câmara dos Deputados.

Comentários encerrados.