Governador Beto Richa manda PM ‘revezar’ uso de coletes balísticos no Paraná

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB) economiza na segurança dos policiais militares, mandando revezar no uso de coletes balísticos, mas não economiza quando é para pagar supersalários de R$ 100 mil mensais para seu secretariado.

Em memorando assinado pelo major Hailton Jun Matsumoto, do 20º Batalhão da PM do Paraná, a ordem expressa é para que os policiais devolvam os coletes para serem usados em revezamento das vestes.

“Devido a escassez de coletes a qual se encontra na unidade, visando manter o quantitativo mínimo para trabalhar em forma de revezamento as vestes provisoriamente”, diz um trecho do documento.

Ameaçando sanções disciplinares, major Matsumoto ainda determina que “seja devolvida as vestes balísticas até a próxima sexta-feira (23).

No Paraná, a crise na segurança não é diferente da do Rio de Janeiro — embora o estardalhaço na Cidade Maravilhosa seja maior.

No Sul Maravilha, a exemplo de outras partes do país, PMs formam reiteradas vezes flagrados empurrando viaturas sem gasolina; policiais civis e militares trabalham em condições de riscos com coletes vencidos e com salários defasados (sem reajuste); a polícia técnica (IML), também desaparelhada, recentemente deixou de recolher o corpo de um jovem morto num assalto por 13 horas, na região metropolitana de Curitiba, obrigando a família velá-lo na rua.

Comentários encerrados.