Cristiane Brasil joga a toalha e desiste do Ministério do Trabalho

A deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ), filha do ex-mensaleiro e presidente nacional do PTB Roberto Jefferson, depois de 40 dias, jogou a tolha e desistiu de assumir o Ministério do Trabalho.

A desistência de Cristiane coincide com a derrota outra desistência: a de Michel Temer votar a reforma da previdência devido à intervenção militar no Rio. Ou seja, um parlamentar vale hoje menos que um centavo no Congresso Nacional.

Com a recusa do deputado Alex Canziani (PTB-PR), que tentará o sexto mandato na Câmara, a vaga sobrou para o ministro interino Helton Yomura, que também é petebista.

Cristiane Brasil foi barrada pelo “princípio da moralidade administrativa”, invocado pela Justiça, em razão de ela ter sido condenada em ações trabalhistas.

Comentários encerrados.