EUA se infiltraram em cenário musical cubano para incentivar oposição a governo entre jovens

do Opera Mundi
cuba_cultura_eua.jpgPor mais de dois anos, a Usaid (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) se infiltrou secretamente no cenário hip-hop underground de Cuba, recrutando rappers para desencadear um movimento de jovens contra o governo, de acordo com documentos obtidos pela AP (Associated Press) e divulgados nesta quinta-feira (11/12).

De acordo com os arquivos, a ideia era usar músicos cubanos “para romper o bloqueio de informação” e construir uma rede de jovens que procurassem uma “mudança social” em relação à  liderança dos irmãos Castro, no poder desde 1959.

No entanto, a operação foi classificada como amadora e foi mal sucedida. O programa secreto dos EUA também envolveu a empresa Creative Associates International, com base em Washington, DC, que pagou milhões de dólares para minar o governo comunista de Cuba.

Em pelo menos seis ocasiões, as autoridades cubanas detiveram ou interrogaram pessoas envolvidas no programa, confiscando também equipamentos de informática. Segundo investigação da agência de notícias norte-americana, em muitas ocasiões os músicos cubanos não tinham ideia de que eles haviam sido apanhados para uma operação clandestina dos EUA.

Os documentos acessados pela AP contêm milhares de páginas que incluem contratos, e-mails, chats preservados, orçamentos, relatórios de despesas, pontos de energia, fotografias e passaportes. Além disso, os arquivos também trazem à  tona o projeto do Twitter cubano, outra operação revelada em abril deste ano pela Associated Press.

“As alegações de que o nosso trabalho é secreto ou dissimulado são simplesmente falsas”, declarou a Usaid em um comunicado na quarta-feira (10/12). Segundo a agência governamental, seus programas foram destinados a reforçar a sociedade civil”, em lugares onde muitas vezes o engajamento cívico é suprimido e onde as pessoas são perseguidas, presas, submetidas a danos físicos ou a consequências piores”. Já a Creative Associates preferiu não comentar o caso.

Histórico da operação

A princípio, a operação hip-hop foi executada em Cuba pelo sérvio Rajko Bozic. O projeto foi inspirado nos concertos de protesto do movimento estudantil que ajudou a minar o ex-presidente sérvio Slobodan Milosevic em 2000.

Na ilha caribenha, a proposta era recrutar dezenas de músicos cubanos para projetos disfarçados de iniciativas culturais, mas realmente destinados a fomentar um movimento de fãs que desafiassem o governo de Raúl Castro. Rajko Bozic, então, focou em Los Aldeanos, um grupo de hip-hop frustrado com a pressão oficial e amplamente respeitado pela juventude cubana por suas letras contundentes.

Por sua vez, a Creative Associates usou uma empresa de fachada no Panamá e um banco no Lichtenstein para ocultar o rastro do dinheiro de Cuba, onde milhares de dólares foram usados para financiar um programa de TV estrelado por Los Aldeanos.

Em setembro de 2009, o cantor pop colombiano Juanes anunciou show em Havana. Na ocasião, empresários da Creative tentaram persuadir o artista para deixar Los Aldeanos tocarem juntos. A empreitada não deu certo, mas Juanes chegou a agradecer publicamente os rappers após o concerto e foi fotografado com o grupo. O episódio gerou maior popularidade de Los Aldeanos na ilha.

Em um comunicado encaminhado ontem à  AP, um porta-voz Juanes, John Reilly, disse que o concerto não teve agenda política e que “Juanes e os outros artistas da organização não têm qualquer conhecimento” da operação norte-americana.

Em agosto de 2010, Los Aldeanos subiu ao palco no Rotilla, um dos maiores festivais de música independente das autoridades cubanas. Diante de uma multidão de cerca de 15 mil pessoas, eles dilaceraram funcionários do governo pelo nome e provocaram a polícia. Após esse episódio, Rotilla passou a ser organizado pelo governo cubano e os integrantes de Los Aldeanos acabaram se mudando para o sul da Flórida, reclamando que era impossível continuar a trabalhar na ilha.

26 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to tell you that I am new to blogging and definitely liked your web page. Likely I’m likely to bookmark your website . You certainly have outstanding posts. Thanks a lot for sharing your webpage.

  2. O satanás está esperando Fidel com uma festa, já faz tempo…Cuba é algo morto e de outros tempos, é um negócio falido que não deu certo, só os bobos da direita ainda tem medo de Cuba…

    Deixem os cubanos em paz, eles só querem ser felizes..

  3. Tem que ver se o PIG, Veja e Folha estão envolvidos!!!! kkkkkkk

  4. Sem sacanagem….vão trabalhar

  5. Funk cultura brasileira?????? Epa, epa, epa, que eu saiba cultura brasileira e sertanejo de raiz, samba, musica gaúcha tradicional que são as mais conhecidas. Agora Funk é coisa de americano. Vi até já estão confundindo funk com musica de origem brasileira. Pode um negócio destes.

  6. EUA é um paizinho atrasado, nem espionagem sabe fazer KKKKKKK (chega a ser hilário certos tipos de matéria)

  7. No Brasil nem precisa dos EUA , pois nossa cultura já esta alienada acha visto os VOICES os SERTANEJOS UNIVERSITÁRIOS entre outras.

  8. Fidel era um revolucionário que queria tirar do poder os tiranos anteriores. Tomou o poder e lá ficou. Em pleno seculo 21 ainda temos tiranos e ditadores. Alguem tem que ajudar o povo cubano humilhado durante decadas por este ditador. Viva a democracia.

  9. A culpa é do facebook… Quero ver algum repórter estrangeiro fazer documentário sobre as favelas dos EUA… é deportado e os materiais apreendidos… será uma ditadura?!?!

  10. É exatamente o que acontece aqui no Brasil: essa onda de preconceito social é fruto dessa lavagem cerebral patrocinada por forças estrangeiras parasitando nossa Nação. A presidenta Dilma precisa criar urgentemente um Ministério do Interior clássico como existe em todo país independente.

    • A lavagem cerebral já está em curso dentro dos nossos domínios por extremismos delirantes contra o governo legitimamente eleito (até no terceiro turno) pelo povo. –http://port.pravda.ru/sociedade/cultura/04-11-2012/33924-opus_dei_brasil-0/–

      • Também concordo com a lavagem “… até no terceiro turno”, etc. Entretanto, o link citado por você não tem nada a ver com a citada lavagem cerebral. É outro assunto! Dá até a impressão de que foi posto aí por você para atender a outros motivos.

      • É golpe, Tarcísio, é golpe! É lavagem cerebral! É muito golpe! É golpe pra cascalho! Está chovendo golpe (menos em SP, que nem isso chove)! Abre-se as torneiras e escorre golpe às bicas! Extremismos delirantes! E tenho dito! É golpe! Governo legitimamente eleito! É golpe! Golpe! GOOOOOLPE! LAVAGEM CEREBRAL! kkkkkkkkkkk. Concordo contigo, lobotomizado!!!

        • Marcelinho tucaninho queridinho! …

          • Ahhhh, Tarcisio, detesto acabar com seu fetiche, mas não sou PSDB. Os lobotomizados pelo PT costumam fazer isso, querer abarcar todos entre “nós” e “eles”. Mas se for importante para você manter essa “fantasia”, tudo bem. Entendo que plumas podem ser alvo de desejo das mentezinhas doentias como a sua. kkkkkkkkkk

  11. Esse EUA são uns idiotas mesmos, eta paizinho atrasado…e amadores !!

    • Em relação ao Brasil não sei não se são amadores. Mas em relação à Rússia são sim totalmente amadores!

    • Quem tá num atraso danado é vc Silvania,abstinencia disso pode acarretar corrimento.

      • Eu?? eh!! Alienadinho !! Tenha certeza que com isso sou bem resolvida , que não é teu caso, Néh?? Vc deve ter problema mental ou sexual neném!! Feio por fora e por dentro.

        • silvana , concordo com vc o pais precisa ser libertado da ditadura. Um pais onde se diz ter popliticas sociais de igualdade … mas essa igualdade é que todos são pobres excetos os aliados do governos (porcos capitalistas ) que exploram o turismo. recebendo em dolar e pagando em peso cubano aos povo de la pelos serviços que é 24 vezes menor. na verdadeira cuba não naquela preparada para turistas. Nas praias existem policiais não para te proteger .. e sim para expulsar os cubanos.
          Cuba é um atraso de vida onde se fazer uma lavagem cerebrau para que ele eceitem essa miséria. Eu tive na casa de um cubano tipico.

        • Eu/??neh??alienadinho mas não fico na seca nem tenho probrema cerebrau.

  12. O tio sam não precisa mais de armas para dominar um país basta impor sua cultura no país como a acontece no brasil as rádios tocam mais músicas enlatadas que nacionais .

    • Isso prepara o terreno para a ação das ONGs e dos adidos diplomáticos americanos.

    • Isso mesmo. Esses jovens só querem saber de ouvir esses “rock” aí, coisa do capeta, incitador da violência, instaurador do pensamento americano. Enquanto isso, nossas riquíssimas produções artísticas e culturais ficam de lado, como o Sertanejo Universitário, o Funk, o Samba e o carnaval. ACHO ISSO UM A-BIIIII-SUR-DOOOOO!!! Fora, EUA, estão destruindo nossa cultura!!!