Para o bem e para o mal, paranaenses dominam a Operação Lava Jato

lava_jato_pr.jpgQuem observa a desenvoltura do juiz federal Sérgio Moro, do Paraná, que comanda as investigações da Operação Lava Jato e, consequentemente, as prisões dos principais empreiteiros do país, não imagina a participação de diversos paranaenses nesse imbróglio.

Por exemplo, coube ao deputado federal João Arruda a presidência da Comissão Especial que analisou a Lei Anticorrupção, por indicação do Palácio do Planalto e da bancada do PMDB na Câmara, que culminou com a aprovação no Senado e sanção da presidenta Dilma Rousseff (PT), em agosto de 2013, da Lei 12.846 (clique aqui).

Temos que radicalizar contra as empresas e empresários que se envolvem em fraudes e motivam os desvios de conduta na administração pública brasileira. A ideia central desta lei é estabelecer uma cultura de combate à  corrupção dentro de cada empresa do nosso país!, apontou Arruda em outubro de 2011 (clique aqui).

Ao Blog do Esmael, em maio de 2012, ainda explicou o deputado do PMDB: Com esta lei vamos criar punições para os corruptores também. Estamos criando uma cultura de combate à  corrupção em nosso país! (clique aqui).

Outros protagonistas dessa história envolvendo denúncias de propina na Petrobras igualmente são paranaenses. à‰ o caso do doleiro Alberto Youssef, de Londrina, que faz sua segunda delação premiada na Justiça em dez anos. Ele também esteve na crista da onda! na questão do Banestado, que não deu em nada. Agentes políticos denunciados na época continuam soltinhos da silva…

O ex-diretor de abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, paranaense de Telêmaco Borba, segue preso pela mesma operação Lava Jato.

à‰ querer chover no molhado o papel de outros paranaenses nessa intrincada história de propinas bilionárias cujo desfecho ainda não sabemos, mas vamos a alguns sob o risco de esquecer muitos: os deputado Fernando Francischini (SD) e Rubens Bueno (PPS); o senador àlvaro Dias (PSDB).

Durante a campanha presidencial, no primeiro e segundo turnos, o Paraná serviu como base de elaboração de estratégia para o vazamento de notícias relativas à  Operação Lava Jato, contra a reeleição de Dilma. O Blog do Esmael mostrou vários episódios.

Para o bem e para o mal, os paranaenses dominam a Operação Lava Jato. De cabo a rabo.

Comentários encerrados.