Luiza Erundina pode substituir candidatura de Eduardo Campos

do Brasil 247

A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem informadas do País, publicou, nesta tarde, uma nota que representa uma guinada nas especulações eleitorais; segundo ela, o PSB estuda lançar a candidatura de Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo e filiada ao partido, como candidata à  presidência da República; Marina Silva permaneceria como vice; sinal de que não há consenso em torno do nome da ex-senadora, que enfrenta resistência do atual presidente da legenda, Roberto Amaral.

A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem informadas do País, publicou, nesta tarde, uma nota que representa uma guinada nas especulações eleitorais; segundo ela, o PSB estuda lançar a candidatura de Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo e filiada ao partido, como candidata à  presidência da República; Marina Silva permaneceria como vice; sinal de que não há consenso em torno do nome da ex-senadora, que enfrenta resistência do atual presidente da legenda, Roberto Amaral.

A colunista Mônica Bergamo, uma das jornalistas mais bem-informadas do País, publicou, nesta tarde, uma informação que pode alterar os rumos da sucessão presidencial.

Segundo ela, uma ala do PSB estaria inclinada a lançar Luiza Erundina, ex-prefeita de São Paulo, ao Palácio do Planalto (leia aqui).

à‰ uma indicação clara de que não há consenso no PSB em torno do nome de Marina Silva, que enfrenta resistência do próprio presidente da legenda e sucessor de Eduardo Campos no cargo, Roberto Amaral.

Nacionalista e defensor de teses contrárias à s de Marina, como a energia nuclear, Amaral é aliado do ex-presidente Lula e, no passado, foi contrário à  candidatura do próprio Eduardo Campos. Ele defendia o apoio à  reeleição de Dilma.

Amaral também foi contrário à  aliança entre o PSB e a Rede, de Marina Silva.

O lançamento de Luiza Erundina seria uma saída para evitar a candidatura da ex-senadora.

Comentários encerrados.