Gleisi acusa Richa de fazer “politicagem” com desgraça alheia

Publicado em 11 junho, 2014
Compartilhe agora!

Senadora Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta quarta-feira (11), passou uma descompostura pública em Beto Richa: "Lastimável é o fato de pessoas fazerem politicagem com o sofrimento de milhares de paranaenses"; governador e primeira-dama Fernanda Richa, segundo a petista, estariam fazendo politicagem! com o sofrimento das vítimas das enchentes ao espalhar boatos contra o governo federal; reportagem do jornal Gazeta do Povo afirma que Paraná não recebe mais recursos porque o governo do estado não estaria repassando informações sobre a real situação dos municípios atingidos pelas chuvas dos últimos dias.
Senadora Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta quarta-feira (11), passou uma descompostura pública em Beto Richa: “Lastimável é o fato de pessoas fazerem politicagem com o sofrimento de milhares de paranaenses”; governador e primeira-dama Fernanda Richa, segundo a petista, estariam fazendo politicagem! com o sofrimento das vítimas das enchentes ao espalhar boatos contra o governo federal; reportagem do jornal Gazeta do Povo afirma que Paraná não recebe mais recursos porque o governo do estado não estaria repassando informações sobre a real situação dos municípios atingidos pelas chuvas dos últimos dias.
A senadora Gleisi Hoffmann (PT), pré-candidata ao governo do Paraná, nesta quarta-feira (11), pelo Facebook, acusou o governador Beto Richa (PSDB) de fazer “politicagem” com as vítimas das enchentes.

“A verdade aos poucos vai se impondo. Lastimável é o fato de pessoas fazerem politicagem com o sofrimento de milhares de paranaenses. O momento não é de fazer discursos, espalhar boatos e mentiras. O momento é de trabalhar”, afirmou a petista, apontando a descompostura para o tucano.

O governo do estado deixou de receber recursos do governo federal porque estaria sonegando informações sobre os municípios castigados pelas chuvas, conforme relato do jornal curitibano Gazeta do Povo (clique aqui).

O Ministério da Integração Nacional liberou até aqui R$ 140.386 para aquisição de 1,7 mil cestas básicas. Para o estado de Santa Catarina já foram liberados R$ 3 milhões para socorrer os 20 mil atingidos pelas enchentes.

No Paraná, 489 mil pessoas foram atingidas pelas enchentes. Só após a compilação dos dados um provável aporte de R$ 3 milhões seria liberado. Segundo o Ministério, isso deverá ocorrer nos próximos dias.

Compartilhe agora!

Comments are closed.