Por Esmael Morais

Absolvido e de ficha limpa, Jaime Lerner pensa voltar à  Prefeitura de Curitiba em 2016

Publicado em 02/05/2014

Correligionários do ex-governador Jaime Lerner já trabalham com a hipótese de candidatura à  Prefeitura de Curitiba em 2016; ele foi prefeito da capital em três oportunidades e comandou o Palácio Iguaçu por dois mandatos; semana passada, o Tribunal de Justiça absolveu Lerner da acusação de improbidade administrativa e devolveu-lhe a ficha limpa, portanto, se cuida prefeito Gustavo Fruet... Lerner vem aí!

Correligionários do ex-governador Jaime Lerner já trabalham com a hipótese de candidatura à  Prefeitura de Curitiba em 2016; ele foi prefeito da capital em três oportunidades e comandou o Palácio Iguaçu por dois mandatos; semana passada, o Tribunal de Justiça absolveu Lerner da acusação de improbidade administrativa e devolveu-lhe a ficha limpa, portanto, se cuida prefeito Gustavo Fruet… Lerner vem aí!

O ex-governador Jaime Lerner conseguiu reverter na semana passada condenação da 4!ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) por improbidade administrativa. Em agosto do ano passado, uma sentença judicial determinou que ele pagasse indenização ao Estado no valor de R$ 4,3 milhões, devidamente corrigidos, além de lhes cassar os direitos políticos e determinar outras sanções (clique aqui).

A acusação era de que o ex-governador, então no exercício do cargo, deferiu o pagamento indevido de indenização no valor de R$ 40 milhões em favor de Antonio Reis, cessionário de direitos de José Marcos de Almeida Formighieri, mesmo tendo sido alertado sobre inúmeros vícios e óbices ao pagamento.

Em 2013, Lerner contestou a decisão afirmando que nunca realizara nenhum pagamento de precatório, fato que levou à  sua absolvição em primeira instância e foi ignorado pela segunda que o condenou, mas que agora foi absolvido definitivamente pelo TJPR.

Na prática, Jaime Lerner tem “ficha limpa” perante os olhos da Justiça ao reaver seus direitos políticos e poderá disputar as eleições de 2016, ou seja, a Prefeitura de Curitiba, cuja cidade já administrou outras três vezes (1971!“75, 1979!“84 e 1989!“92).

Portanto, se cuida prefeito Gustavo Fruet!